sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Saudades Lazinho!

(Clique no link ao lado e ouça uma das musicas preferidas do Lazinho)


Queridos irmãos...hoje faz um ano que estamos sem a companhia do nosso querido irmãos Lazinho...ufa! Como ele faz falta!
Hoje pela manhã na missa em honra ao aniversário de sua morte, missa que ele frequentava eu pude sentar-me no quarto banco do lado direito, seu lugar marcado...fiquei feliz de ver a missa tão cheia de pessoas que o amavam, celebrando a vitória dele, agora no céu...até homenagem fizeram...foi lindo!
Quantas vezes eu chegava cedo na missa e já o encontrava lá sentadinho, rezando, com os olhos fechados interiorizado com o seu "Patrão" que ele tanto Adorava!
Uma vez, que eu estava vivendo difíceis momentos, ele falou:



"Bem se eu tenho algum mérito diante do Patrão eu agora estou oferecendo para  que Ele te ajude a superar este momento difícil, aguenta firme, o irmão está do seu lado!"

Sinto tanta falta quando, em momentos de tribulação, meu telefone tocava de repente e eu via o seu nome na tela...:

"Oi bem, olha, já mandei o Eusébio ir te ajudar, fica tranquila, falei como Patrão e ele disse que tudo vai passar..."

Como era confortante tê-lo pertinho de nós, parece que estava em constante ligação espiritual com os que ele convivia...este fato não acontecia só comigo...
Lembro ainda, quando eu terminei a minha Consagração ao Sagrado Coração de Jesus, no ano de 2005 (aquela que agente faz as nove primeiras sexta feira do mês...aqui no blog postei um artigo ensinando), na última sexta feira das nove, antes de terminar, eu perguntei a Mãe do Céu se tinha conseguido alcançar as graças prometidas por Jesus a Santa Maria Margarida Alacoque...estando na missa, cheguei um pouquinho antes para fazer a minha oferta a Jesus, quando Lazinho chegou, sentou-se atrás de mim e falou no meu ouvido:...
"Bem, hoje eu vi você junto com Santa Terezinha, Sagrado Coração de Jesus e Imaculado Coração de Maria, e eles estavam felizes porque você conseguiu o seu propósito!"
Ele não sabia que eu estava fazendo a novena e muito menos que tinha alguma duvida sobre ter alcançado ou não a graça...e era festa de Santa Terezinha!
Se eu fosse descrever a presença marcante de Lazinho em minha vida, "não haveria papel suficiente neste mundo!"
Sei que testemunhos iguais a este são muitos...
Louvado seja Nosso Senhor Jesus pela vida do Lazinho, todo bem que ele fez e faz por nós!
"Querido amigo Lazinho, onde estiver agora, certamente junto com o céu que tanto buscou, roga por nós, seus amigos que ainda pelejam nesta vida...amém!"
Postei este vídeo em homenagem a ele, pois era uma das músicas que ele mais gostava, cantadas pelos sacerdotes que ele tanto admirava...quantas vezes ele falou para mim: 
"Bem, não dá mais pra voltar...aguenta firme....tudo vai passar...já falei com o patrão, confia!"
Um pouquinho sobre ele:
Lázaro nasceu em Araçatuba – SP, no dia 1º de novembro de 1941. Entrou no seminário em Rio Claro- SP como aspirante no ano de 1952. Fez o noviciado em 1960,  na cidade de Casa Branca - SP, e ao final do ano, aos 12 de dezembro, fez a primeira profissão. Emitiu a profissão perpétua no dia 9 de dezembro de 1966.

Permaneceu em Casa Branca até 1969, ajudando na parte administrativa e rural do Santuário de Nossa Senhora do Desterro. De 1969 até 1975 morou na Fazenda Capivari, perto de Campinas - SP, como responsável pela administração agrícola.

Em 1978 foi designado para a Fazenda Santana, também como responsável pela área rural. Em 1983, ficou à disposição do Superior Provincial, trabalhando nas propriedades da Congregação em Barra da Estiva - BA e ajudando no plantio de café, que começava na região.

De 1985 a 1992 morou em Ribeirão Preto - SP, auxiliando os ecônomos provinciais como membro da equipe econômica da Província.
A partir de 1993 residiu na comunidade religiosa da paróquia Santa Cruz de Rio Claro, encarregado de dirigir as obras de reconstrução dos edifícios da Fazenda Santana, assumindo também a direção da área rural.
Em 2001 foi transferido para Ribeirão Preto a fim de cuidar da saúde, pois a diabete e problemas cardíacos já tinham afetado significativamente sua saúde. As condições físicas pioraram deixando-o quase cego. Em agosto de 2009 foi submetido a cirurgia e detectou-se câncer avançado na altura do estômago. Suportou com paciência e resignação os sofrimentos. A agressividade da doença levou-o à morte na noite do dia 3 de setembro de 2009 em Ribeirão Preto.

Ir. Lazinho, como era chamado, trabalhou com dedicação nas propriedades da Província, viajando continuamente, visitando obras e implementando-as. Seu modo de expressar, gentileza no trato e comunicação pessoal granjearam-lhe muitos amigos e amigas.

Quem o encontrasse tinha a sensação de que estava sempre de bem com a vida, pois tinha como característica a expressão feliz no rosto.


PAZ!

7 comentários:

  1. Um anjo na terra e agora um anjo no céu que continua a interceder por nós....
    Saudades!!!!!

    ResponderExcluir
  2. Linda homenagem querida...realmente o Irmão Lazinho faz muita falta...mas o que nos conforta é saber que hoje ele é mais um intercessor por nós!
    Um beijo

    ResponderExcluir
  3. Lico vc.também sabe o quanto o Ir.Lazinho deixou de exemplo de amor ao "PATRÃO" ! Ele viveu prá ele! Nos deu maravilhosos ensinamentos e sólidos suportes espirituais nos momentos mais difíceis.
    É sempre com emoção que me recordo dele e de tudo que vivemos ao seu lado.
    bj
    Vãnia

    ResponderExcluir
  4. Amiga, vc quer matar agente de saudades ?? Eu estou com muita saudades dele, peço mil coisas para ele.
    Foi um exemplo de vida para nós.
    beijos

    ResponderExcluir
  5. Oi Stelinha e todos irmaos em Cristo... essa eh uma homenagem justa que nos faz reviver um pouco do quao especial o Lazinho era para todos aqueles que com ele conviveram. E sem duvida ele continua nos ajudando la do ceu a caminhar e vencer nossos obstaculos.
    Lazinho era um grande amigo, pai, pastor, professor, exemplo...
    Sentimos muita saudades.
    Rogue sempre por nos querido e amado Ir. Lazinho.
    Carina Bruniera

    Obs.: peco desculpas pelos aparentes erros. Eh que estou fora do Brasil e no teclado daqui nao tem os acentos de nossa lingua.

    ResponderExcluir
  6. o Irmão era muito alegre, gostava de festejar com os amigos, e dividia os bons momentos com prazer. adorava um pão com mortadela e guaraná. Saudades.

    ResponderExcluir