quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Exaltação da Santa Cruz!


Jesus crucificado
Amado de Deus, bom estarmos juntos neste dia em que a Igreja nos propõe unir a nossa Cruz com a Cruz de Cristo!
Exaltar =  Louvar, elogiar, glorificar, vangloriar, enobrecer.. Inflamar, delirar.
Consegue entender, irmão, o que acontece quando unimos a nossa cruz com a de Cristo e a exaltamos?
Louvamos a nossa cruz. A elogiamos. A glorificamos. Nos vangloriamos por ela. Precisamos nos sentir enobrecidos por ter uma cruz para carregar! 
Não é louco demais este gesto na visão deste mundo?
Só que é real, irmão, não existe céu sem Cruz!
Portanto hoje, feche seus olhos, agradeça a Deus pela oportunidade de poder padecer um pouco, pela salvação de tantos...
FORÇA. CORAGEM. PAZ.
Copiei este artigo que achei maravilhoso e que mostra a atitude que devemos imitar diante da cruz, da nossa querida Mãe...
Lembre, você também é filho e Ela, com certeza, está aos pés de sua Cruz, apoiando-te, até o fim...
PAZ!
Artigo tirado do site:http://www.fatima.com.br/
"Perto da cruz de Jesus, permanecia de pé sua mãe... (Jo 19,25) Quando levantaram do chão a cruz, a Mãe se aproximou.

Não tinha palavras. Apenas uma dor que lhe transpassava o coração, como havia sido predito. Cada batida do martelo a pregar seu Filho, cravavam-na no mesmo madeiro.

E, no entanto, Ela conhecia as Escrituras e sabia, desde muito, quem seria aquele Servo Sofredor. E havia chegado o dia do grande sofrimento.

O dia da cruz.

Não mais o teria em seus braços, ainda que estivesse de braços tão abertos, porque, do alto daquele Calvário, Ele abraçava o mundo inteiro, reunindo e redimindo toda a humanidade.

Mãe e Filho apenas se olhavam e se compreendiam. Como sempre fizeram.

Não tinha palavras. Fazia suas as do Filho que chamava pelo Pai, que perdoava seus algozes, que ainda se preocupava com a mãe e com os discípulos que deixava, que entregava seu espírito. E depois, o silêncio.

O silêncio da cruz a clamar mais forte que todos os gritos da terra.

Amado de Deus, bom estarmos juntos neste dia tão especial, em que devemos unir a nossa cruz com a do Nosso Senhor!
Exaltação da Santa Cruz.!
Quando tiraram Jesus da cruz, a Mãe não se afastou.
Não tinha palavras. Recebia nos braços aquele corpo desfigurado e doía-lhe pensar que, um dia, o recebera pequeno e frágil. E que cuidara dele com todo amor que um coração podia conter e extravasar.

Lentamente, retirou a coroa que fazia do Filho um rei aparentemente fracassado.

Quando o colocaram no lençol para o levarem, a Mãe se voltou.

E abraçando apaixonadamente a cruz, gravou-a fundo na alma, para decalcá-la com perfeição no coração de todos os filhos que, naquele Calvário, lhe tinham sido confiados. "

Nenhum comentário:

Postar um comentário