quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Diário da Irmã Faustina




Amado de Deus, a paz!
Vamos meditar juntos hoje um pouquinho com a Irmã Faustina?
Tenho o Diário da Irmã Faustina desde 2004 que, desde então, passou a ser um livro de cabeçeira, assim como a Imitação de Cristo, O Caminho, entre outros, que sempre procuro ler para completar a meditação que faço na Palavra.
O bom mesmo é ler a Palavra de Deus, mas estes livros, para mim, ajudam a completar o que o Senhor quer falar. Como de costume, hoje pedi para o Senhor Jesus falar comigo através da Irmã Faustina e senti, muito forte em meu coração, após ler e refletir, que deveria partilhar com meus irmãos do blog, transcrevendo o trecho que li.
Assim amado de Deus, passo a transcrever. Espero que leia, que deixe as palavras ressoarem em seu coração, que sinta a presença de Jesus, que O deseje, que O adore com toda a tua força e que seja feliz, com Jesus, por Jesus e para Jesus!







Diário - Santa M. Faustina Kowalska - pag. 301 - nº 1129 a 1136:


" 23. Festa da Santíssima Trindade.
Durante a Santa Missa, de repente, me achei unida com a Santíssima Trindade. Conheci a Sua majestade e grandeza. Estava unida com as Tres Pessoas. E quando se está unida com uma dessas Santíssimas Pessoas, ao mesmo tempo se está unida com as outras duas Pessoas. A felicidade e a alegria que se comunicou à minha alma é indescritível. Fico triste de não ser capaz de descrever com palavras aquilo para o que não há palavras.
Ouvi estas palavras: Diz à Superiora Geral que conte contigo como a mais fiel das filhas da Congregação.
Após essas palavras veio-me interiormente a compreensão do que são as criaturas diante de Deus. Imensa e inconcebível é a Sua majestade e, se tão bondosamente se rebaixa até nós, é pelo abismo da Sua misericórdia...


               Tudo terminará neste vale de lágrimas,
               E as lágrimas passarão e cessará a dor.
               Uma coisa apenas não perecerá:
               O amor para convosco, Senhor.
               Tudo terminará neste exílio.
               As provações e os desertos da alma.
               E ainda que a alma esteja em continua agonia,
               Se tem a Deus - nada a perturba. (sublinhei)


(36 27.(05.1937) Solenidade de Corpus Christi.
Durante a oração, ouvi estas palavras: Minha Filha, que o teu coração se encha de alegria. Eu o Senhor estou contigo. Nada temas, estás em Meu coração. Nesse momento percebi a grande majestade de Deus e compreendi como nada se pode comparar ao simples conhecimento de Deus (sublinhei). A grandeza exterior desaparece com poeira, diante de um só ato de conhecimento mais profundo de Deus.
O Senhor derramou na minha alma uma paz tão profunda, que nada a poderá perturbar. Apesar de tudo o que está ocorrendo em minha volta, não perco a tranqüilidade nem sequer por um momento. Ainda que o mundo desmoronasse, nem isso conseguiria perturbar a profundidade do meu intimo recolhimento, onde Deus repousa. Todos os acontecimentos e as mais diversas coisas que sucedem, jazem aos Seus pés.
Esse profundíssimo conhecimento de Deus me dá uma total independência e liberdade espiritual e, na estreita união com Ele, nada pode me perturbar, nem os poderes dos anjos. Sinto que sou grande apenas quando unida a Deus. Que grande felicidade e ter a consciência de que Deus está presente no coração, e viver em estreita intimidade com Ele! (sublinhei) 
Quando a procissão vinda de Borek chegou a nossa casa e trouxeram o Santissimo para ser guardado em nossa capela, ouvi uma voz da Hóstia: Aqui está o meu descanso. No momento da benção, Jesus deu-me a conhecer que em breve haverá, aqui neste local, uma ocasião solene. - Apraz-Me o teu coração e nada Me impedirá de te conceder graças.  - Esta grandeza de Deus inunda a minha alma e n ' Ele..."




Não é lindo amado de Deus? Como podemos aprender com os Santos, não é mesmo? Veja a confiança que Irmã Faustina depositava no Senhor, nada abalava a sua união com Ele, porque confiava plenamente em Sua Majestade, Deus é maior que tudo e todas as coisas e tudo está sob o Seu Divino Domínio.
Aprendi com a vida que nada que eu possa fazer pode mudar a Vontade de Deus, pode retardar, mas não mudar. Então, porque não se abandonar a Providência?
Este trecho do Diário saiu quando meditava o Salmo 127 que faz um apela ao Abandono à Providência Divina. Leia e medite o Salmo, vai completar esta leitura.
E depois se pergunte, amado de Deus: Estou ou não abandonado nas mãos do Meu Senhor e Deus? Será que existe algo que ainda perturba o meu coração? Será que ainda tenho alguma duvida sobre a Majestade e o Poder de Deus sobre todas as coisas e sobre a minha vida? Por que ainda tenho medo?
E faça a sua oração pedindo a cura do seu coração, pedindo que Deus o faça sentir esta união perfeita que, com o disse Irmã Faustina, é indiscritível é preciso fazer a experiência pessoal com Ela...peça esta graça, ok?


PAZ!


           

2 comentários:

  1. SE EU TIVESSE CONDIÇÃO UE ADQUIRIA TODA ESSA RELIQUIA DA SANTA IRMÃ FAUSTINA PARA MIM TER MAIS CONHECIMENTO DESTA BELESA E SANTA BIOGRAFIA ... QUEM ME ENSINOU A RESAR O TERÇO DA MISERICODIA FOI UMA SENHORINHA DE 95 ANOS K JÁ FALECEU AUNS4 ANOS DESDE ENTÃO GOSTO MUITO DE RESAR ESTE TERÇO QUE E UMA BENÇÃO EM NOSSAS VIDAS ..ASS EVANIR

    ResponderExcluir
  2. Evanir, fico triste em saber que por motivos financeiros vc está impedida de conhecer mais a irmã Faustina...mas, amada de Deus, o ensinamento mais bonito que a Irmã Faustina deixou e a razão de todo o seu ministério é a devoção a Jesus Misericordioso, e o terço a ser rezado diariamente e as graças enormes que alcançamos quando o rezamos com devoção...desta riqueza,querida irmã, Deus te fez conhecer por esta alminha que deve estar no céu, exatamente por ter te ensinado a rezá-lo...continue firme na caminhada e fique ligadinha comigo pelo blog, vou postar mais sobre o diário para vc...PAZ!

    ResponderExcluir