sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Amigos aos olhos de Deus!




Amado de Deus, seja bem vindo!
Que bom que estamos juntos!
A liturgia de hoje fala sobre a amizade aos olhos de Deus...sim, amado de Deus, a Palavra nos aconselha como escolher nossas amizades e como ser o verdadeiro amigo...dispensa maiores comentários, basta que leia, reflita e deixe cair no seu coração a semente...faça suas escolhas, tome suas decisões.
Seus amigos são os que te levam para pertinho de Jesus e que te ajudam de certa forma ser melhor, ser mais santa.  Por outro lado, seus inimigos são aqueles que NÃO colaboram com a sua santificação, ou melhor que te ajudam a se afastar de Deus e do Seu maravilhoso plano de amor.
De fato, como é bom saber selecionar nossas amizades...Deus mesmo é quem nos ensina a selecionar, para o nosso próprio bem e santificação...
Aproveite, ainda, a oportunidade para louvar a Deus pelo dom da vida dos seus verdadeiros amigos em Cristo, estes sim, podem fazer a diferença em sua vida! São verdadeiros anjos que Deus coloca em seu caminho para te ajudar a carregar a cruz...Pare agora um minutinho, pense em seus nomes, reze uma Ave-Maria para cada um, em louvor a Deus pela dom da sua amizade...
Lembre que não faltou a Jesus amigos e nem tampouco a Maria...aos pés da cruz de Jesus estava Ela lá, amparada por João e suas amigas...
Lembra do paralítico e de tantos outros que contaram com os amigos para ir até Jesus?
Vê-se, então, a grande importância que um amigo fiel tem na nossa vida...
Cultive o seu, reze por ele...
E agora, para completar a nossa meditação, vamos ler juntos a Palavra?


Eclesiastico 6, 5-17:
"Uma boa Palavra multiplica os amigos e apazigua os inimigos;
a linguagem elegante do homem virtuoso é uma opulência.
Dá-te bem com muitos, mas escolhe para conselheiro um entre mil.
Se adquires um amigo, adquire-o na provação, não confies nele tão depressa. Pois há amigos em certas horas que deixará de o ser no dia da aflição.
Há amigo que se torna inimigo, e há amigo que desvendará ódios, querelas e disputas;
Há amigos que só o é para a mesa e que deixará de ser no dia da desgraça.
 Se teu amigo for constante ele te será como um igual, e agirá livremente com os de sua casa.
Se se rebaixa em tua presença e se retrai diante de ti, terás aí na união dos corações uma excelente amizade.
Separa-te daqueles que são teus inimigos e fica de sobreaviso diante de teus amigos.
Um amigo fiel é uma poderosa proteção: quem o achou descobriu um tesouro.
Nada é comparável a um amigo fiel; o ouro e a prata não merecem ser postos em paralelo com a sinceridade da sua fé.
Um amigo fiel é um remédio de vida e de imortalidade,
quem teme ao Senhor achará este amigo.
Quem teme ao Senhor terá também uma excelente amizade,
pois seu amigo lhe será semelhante."



PAZ!

Um comentário:

  1. Realmente que encontra um amigo encontra um tesouro...eu tenho essa graça.
    Louvado seja...um abraço

    ResponderExcluir