segunda-feira, 28 de março de 2011

Material para encontro catequese sobre Missa


Amado de Deus,
Não sei se isto acontece na sua paróquia, mas todos os anos tenho o desafio de levar os catequizandos a frequentarem a Santa Missa aos domingos.
Muitas vezes percebo a dificuldade até mesmo dos pais em buscar Jesus na Eucaristia.
Ao longo do ano procuro elevar Jesus Eucarístico de várias maneiras, falando sobre os milagres Eucarísticos, contando minhas experiências como ministra de Eucaristia, tempo em que tive uma intimidade grande com Jesus Eucarístico, experiências estas que prometo ir postando aos pouquinhos, mas, ano passado recebi de uma amiga catequista a sugestão deste texto de Padre Fábio de Melo e que achei fantástico e que percebi logo os frutos.
Vou contar.
No início do ano temos o costume de fazer um Encontro com os pais e os catequizandos para nos conhecermos melhor e passar a programação do semestre.
Neste encontro, não diferente de todos os anos, percebi que muitos pais não tinham o hábito de ir à Santa Missa aos domingos, razão pela qual os meninos também não frequentavam e sempre ficavam sem jeito quando eu os cobrava.
Lemos o texto e partilhamos um de cada vez a vivência e a experiência com Jesus Eucarístico.
Aproveitei a situação para expor algumas das minhas experiências com Jesus, quando ministra da Eucaristia, principalmente quando tinha a tarefa de guardar a âmbula no Sacrário e Jesus me pedia, enquanto fazia o trajeto segurando a âmbula cheia de hóstias, que rezasse por todos os que, embora esperados por Ele, não compareceram ao banquete. 
Jesus, por várias vezes, falou forte em meu coração: "Estas hóstias, filha, tinham donos, eles não quiseram vir, Me desprezaram, ainda não Sou o Senhor de suas vidas...reza, filha, em desagravo ao Meu Coração que foi abandonado por tantos...reza pela conversão destas almas, filha..."
Pedi a Jesus a graça especial de ver os frutos deste encontro.
Passados alguns domingos, resolvi ir a missa das 11hrs, o que não é o meu costume, e qual não foi a minha alegria ao ver quatro, dos treze, catequizandos acompanhados de seus pais.
Ao longo do semestre pude ver quase todos frequentando as Missas aos domingos em família e ainda os vejo.
É certo que não foram todos, mais garanto que 90% passou a frequentar as Missas aos domingos...
Sendo assim, queridos companheiros catequistas, segue abaixo o texto de Padre Fabio de Melo...
Sejamos todos, amados de Deus, fortes e corajosos, não tenhamos medo de falar sobre a necessidade e a coerência do ser católico e a frequência a Santa Missa!
Vamos juntos nesta tarefa, nesta luta e Nosso Senhor esteja sempre conosco!
PAZ!




 Segue o texto...

Quando a missa se torna uma obrigação...

Religião é uma forma de religar. Religa partes, une pontas e diminui distâncias. O sacramento está sempre unido a um símbolo justamente por isso, pois ele é uma forma de concretizar a natureza da religião. Ele é a parte humana que se estende em direção a Deus com o intuito de tocá-lo e experimentá-lo. O símbolo é uma forma de prazer e o sacramento também, pois nele o sacrifício está redimensionado, já tem cores de ressurreição.
A pergunta
O menino chegou e perguntou-me: "Padre, eu sou obrigado ir à missa?". Olhei seus olhos e percebi uma honestidade na questão formulada. Junto da honestidade, havia uma ansiedade que lhe impedia o sorriso. No rosto, não havia alegria. Estava tomado de uma certeza de que a liturgia católica, para ele, estava longe de ser um acontecimento que lhe extraia gratuidade. Era uma obrigação a ser cumprida.
Sua voz parecia me pedir socorro, feito escravo com sua carta de alforria em mãos, a me pedir assinatura.
Naquele momento, fiquei sem palavras. Senti o coração apertado no peito e o desejo de nada responder. Reportei-me à Escritura Sagrada e senti-me como o próprio Abraão, diante do questionamento de Isaac: "Pai, onde está a vítima do sacrifício?" (Gn 22, 7). Pergunta que não tem resposta. Pergunta cheia de ansiedade, de silêncio, de motivos, honesta e plena de razões.
Olhei-o com muita firmeza e resolvi desafiá-lo: "É obrigado visitar alguém a quem se ama?". Ele disse: "Não, não é não, padre". Seguiu-se o silêncio. Calou-se ele, e eu também.
A pergunta que não cala
Algumas horas depois, retomei sua pergunta e fiquei pensando nela. Coloquei-me a pensar na religião que se apresenta ao coração humano como obrigação a se cumprir, feito mochila pesada que se leva nas costas.
Fico pensando no quanto a obrigação pode se opor ao prazer. E o quanto é contraditório fazer a religião ser o local da obrigação. Na expressão: "Deus é amor" (1Jo 4, 8), definição que João nos apresenta em sua carta, está a declaração da gratuidade de Deus.
Deus é o próprio ato de amar. Ele é o amor acontecendo, e a liturgia é a atualização dessa verdade na vida das pessoas. Ir à missa é tomar posse da parte que nos cabe.
Tudo o que ali se celebra e se realiza tem o único objetivo de nos lembrar que há um Deus que se importa conosco, que nos ama e quer nos ver mais de perto. O sacramento nos aproxima de Deus.
Tudo bem, essa é a Teologia, mas e a vida, corresponde à verdade teológica?
Nem sempre. Nosso rito, por vezes, cansa mais do que descansa. É lamentável que a declaração de amor de Deus por nós tenha se tornado uma obrigação.
Sou obrigado a ouvir alguém dizer que me ama?
Se muita gente pensa assim, é porque não temos conseguido "amorizar" a celebração. Racionalizamos o recado de Deus e o reduzimos a uma informação fria e calculada. Dizemos: "Deus nos ama!", da mesma forma como informamos: "A cantina estará funcionando depois da missa!".
A resposta que responde perguntando
Pudera eu ter uma solução! Ou quem sabe uma resposta que aliviasse os corações que se sentem obrigados a conhecer o amor de Deus, como o coração daquele menino.
Talvez, o teu coração também já tenha experimentado essa angústia e essa ansiedade. Gostaria de saber restituir o sabor lúdico das celebrações católicas. Torná-las acontecimentos reveladores, palavras para não serem esquecidas e imagens que despertassem o coração humano para o desejo de descansar ali todas as questões existenciais que o perturbam.
O problema não está no conteúdo do que celebramos, mas, sim, na forma.
A natureza simbólica da vida é o lugar do encanto. Por isso, a celebração é cheia de símbolos. Mas o símbolo, se explicado, deixa de ser símbolo, perde a graça e deixa de comunicar. Talvez seja isso o que tem acontecido conosco. Na ansiedade de sermos eficientes, tornamos a celebração um local de comunicar recados. Falamos, falamos, de maneira ansiosa, cansada e repetitiva. Temos que falar algo, pois também o padre tem a sua obrigação!
E assim vamos celebrando, obrigando o coração e os sentidos a uma espécie de ritual que nos alivia a consciência, mas não nos alivia a existência.
A missa é muito mais do que uma obrigação: é um encontro. Encontro de partes que se amam e se complementam. É só abrir os olhos e perceber!
Creio que possa ser diferente.
Padre Fábio de Melo

domingo, 27 de março de 2011

Jejum na Quaresma

       


Amado de Deus, que bom estarmos juntos... Obrigado por ter conectado este blog... Jesus está sempre esperando um pouquinho da sua atenção, do seu tempo e, neste blog, pretendo mesmo te levar a Ele...
Quero ser um instrumento sempre, nas mãos do Meu Senhor e Rei, como se fosse uma flauta, onde com o sopro de Deus, com o sopro do Espírito Santo posso fazer ressoar o amor de Jesus em seu coração... uma flauta não tem nenhuma serventia se não receber o sopro do seu tocador...assim também eu, não tenho serventia nenhuma se não receber o sopro do meu Senhor e Rei...necessito do Espírito Santo para estar aqui, escrevendo neste blog...somente a graça e o amor de Deus é capaz de fazer que este serviço tão simples atinja o seu coração e, ainda, somente a ação do Espírito Santo pode fazer sair algum brilho desta pedra bruta que agora escreve.
Mas, inobstante a minha fragilidade humana que nada pode aqui me atrapalhar, uma vez que não ponho em mim a confiança, mas dependo inteiramente de Deus e ao Seu Imenso Amor entrego cada clique deste blog, hoje quero postar uma reflexão de autor desconhecido que recebi de uma irmã de Deus e que me tocou profundamente o coração.
Quanto nós ficamos pensando sobre o jejum a ser oferecido a Deus durante a quaresma?  Todo ano a mesma coisa, deixamos de comer isto ou aquilo, fazemos esta ou aquela novena ou oração, etc...
Este texto traz uma oportuna sugestão, espero que goste e que, através dela, possamos nós todos, oferecer a Deus um agradável jejum, realmente eficaz!
Coragem, talvez não se ache capaz de mudar, mas pense bem, Deus nos capacita segundo sua bondade, porque nosso coração é a sua maior fraqueza, pode apostar que sim!

PAZ

MEU CAMINHO PARA QUARESMA

Jejuarei de julgar os outros  = descobrirei Cristo que vive neles
Jejuarei de palavras que ferem = direi frases que curam
Jejuarei do egoísmo = viverei na gratuidade
Jejuarei na iniqüidade = procurarei viver com paciência
Jejuarei do pessimismo = encher-me-ei de esperança
Jejuarei de preocupações = confiarei mais em Deus
Jejuarei das queixas = darei graças a Deus pela maravilha da minha vida
Jejuarei da angustia = rezarei com mais freqüência
Jejuarei da armargura = praticarei o perdão
Jejuarei da importância que dou de mim mesmo = serei compassivo com os outros
Jejuarei da preocupação com as coisas = comprometer-me-ei com o anuncio do reino
Jejuarei do pessimismo e do desalento = encher-me-ei do entusiasmo da Fé
Jejuarei de tudo aquilo que me separa de Jesus = tentarei viver mais perto d’Ele

sexta-feira, 25 de março de 2011

NOVENA MILAGROSA DE NOSSA SENHORA GESTANTE

Amado de Deus,

Segue a novena preciosa para ser iniciada hoje, na festa da Anunciação!
PAZ


NOVENA MILAGROSA DE NOSSA SENHORA GESTANTE

O Anjo do Senhor anunciou a Maria, e o Verbo
Divino se encarnou. (Ave Maria).

Eis aqui a escrava do Senhor, faça-se em mim
Segundo a Vossa vontade. (Ave Maria).

Minha alma engrandece ao Senhor e meu
Espírito se rejubila em Deus meu Salvador,
Porque olhou para a baixeza dessa sua serva. (Ave Maria)

OBS:
Esta novena deve ser rezada diariamente do dia 25 de março de
Março até 25 de dezembro
Em louvor a gestação de Nossa Senhora.

“SUPLICA A NOSSA SENHORA”

Oh! Maria Virgem sem mancha, que preparaste
Em vosso seio virginal e Filho de Deus,
Eu me envergonho de aparecer diante de vós, mas espero
Concedeis a graça-que tanto desejo, prosto-me aos
Vossos pés e vos reverencio por todas as horas em que
Trouxestes em vosso seio o Filho de Deus dizendo:

“Bendita seja a Santa Imaculada Conceição da sempre Virgem,
Maria Mãe de Deus”. (25 vezes)

REZAR DIARIAMENTE ATÉ O NATAL
Começa dia 25 de março
Termina 25 de dezembro




ORAÇÃO DO DIVINO VERBO

Faz-se pelo sinal de fé se diz no dia 25 de março, dia em que o divino verbo se encarnou, cem vezes me ajoelharei, cem vezes rezarei a Ave Maria, cem vezes me persignarei.
Reza-se a Ave Maria de joelhos. Reza-se tudo como ficou dito acima, sem interromper, que se alcançará a graça antes do dia 25 de dezembro. No final, reza-se o seguinte:

Nossa Senhora, pela alegria que sentiste quando o anjo anunciou a encarnação do divino verbo, assim também me faça alcançar a graça que vos peço.




FIAT!

Anunciação do Senhor

Amado de Deus,
Hoje é um dia especial, dia em que a Virgem Maria disse SIM, dia do FIAT!
Convido-o a agradecer, a Santíssima Virgem, por este SIM emitido de seus lábios e de seu coração precioso...
Vamos comigo rezar?
"Mãe Santíssima muito obrigada por ter recebido em seu coração a visita do Arcanjo Gabriel.
Muito Obrigada por tê-lo escutado, por ter se colocado a disposição dos planos divinos.
Muito obrigada por ter acreditado. Muito obrigada por ter dito: "Eis aqui a serva do Senhor, faça-se em mim segundo a sua Palavra" (Lc 1,26 e sgtes)
Muito obrigada por ter louvado ao Pai através do canto Magnificat.
Muito obrigada por não ter desistido quando foi secretamente rejeitada por José.
Muito obrigada por me ensinar a não ficar me justificando tanto, mas esperar e confiar em Deus o meu impossível.
Muito obrigado porque o teu silêncio permitiu que o Arcanjo Gabriel falasse com José em sonhos, convencendo-o do plano divino.
Muito obrigada porque foi submissa a José e dividiu com ele o mistério da encarnação de Jesus.
Muito Obrigada por ter gerado Jesus durante nove meses.
Muito obrigada por ter suportado com amor todas as dificuldades de uma gravidez.
Muito obrigada por todas as vezes que acariciou a sua barriga, amando e adorando Jesus que ali estava sendo formado.
Muito obrigada por ter acompanhado José até Belém, por ter confiado em Deus, apesar de todas as dificuldades que enfrentou.
Muito obrigada por ter intercedido a Deus por todas as pessoas que te negaram e ainda te negam lugar em suas hospedarias, em seus corações.
Muito obrigada por ter agradecido a Deus pelo lugar em que deu a luz a Jesus.
Muito obrigada pelo sorriso que deu a José quando ele depositou Jesus na manjedoura.
Muito obrigada por ter guardado todas as coisas em seu coração, silenciando sempre.
Muito obrigada por ter suportado todas as dificuldades da fuga para o Egito, enfrentado com fé e confiança todas os perigos do deserto.
Muito obrigado pela sede e fome que passou, pelo frio e calor que suportou. Pelo cansaço que suportou em cima do jumentinho, com menino Jesus em seus braços.
Muito obrigada por ter amamentado Jesus. Por ter dado banho. Por mantê-Lo sempre limpinho e feliz.
Muito obrigada por todas as vezes que costurou e  lavou suas roupas, que preparou seu alimento, que limpou a casa, que arrumou sua cama.
Muito obrigada por todas as vezes em que o ninou em seu colo, e o abraçou, o beijou, que o amou como Mãe!
Muito obrigada por todas as vezes em que corrigiu o menino Jesus e o ensinou a ser submisso a José.
Muito obrigada por tê-Lo acompanhado em toda a sua vida publica, por ter recebido seus discípulos como filhos, por ter cuidado de cada detalhe para que Jesus cumprisse a sua missão.
Muito obrigada por tê-Lo acompanhado durante a Via Sacra, por estar sempre ao seu lado, por lhe dar ânimo e coragem para carregar a Cruz!
Muito obrigada por cada lágrima que derramou.
Muito obrigada por ter aceito a cada discípulo amado de Jesus como seu filho, Mãe, muito obrigada por me aceitar!
Muito obrigada por ter segurado o corpo sem vida de Jesus em seus braços, por tê-Lo adorado e amado.
Muito Obrigada por tê-Lo enterrado, por ter acreditado na ressurreição!
Muito obrigada pelo abraço gostoso que deu em Jesus no domingo de páscoa, na alegria da vitória da Cruz!
Muito obrigada por não ter abandonado os discípulos e por até hoje estar no amparo da Igreja, intercedendo por nós, seus filhos, e por toda humanidade.
Muito obrigada por estar sempre conosco.
Muito obrigada por me ensinar tanto!
Eu te amo, Mãe Santissima!
Rogai por nós pecadores, Mãe, agora e na hora de nossa morte. Amém!"


PAZ



segunda-feira, 21 de março de 2011

Confia no Senhor!


Amado de Deus, ânimo e coragem!
Vamos iniciar esta semana entregando para Jesus todo o nosso coração, a nossa vida!
Uma semana cheia de esperança, confiante em Deus...
A liturgia de hoje traz a oração de Daniel, Dan 9, 04-19...
Quanto eu já fiz esta oração em minha vida...quanto Senhor! 
E como ela foi eficaz, libertadora, como me levantou, me animou, me encheu de esperança e coragem...
Então eu te convido a fazê-la, escreve-a colocando o seu nome, o seu coração, as suas preocupações, entregue-as todas para Deus, reconheça que é pequenino demais e que necessita da graça e da misericórdia de Deus. Depois coloque-a dentro da sua Biblia...leia todos os dias até que seu coração se erga, se levante...chore, suplique, coloque todo o seu sentimento neste pedacinho de papel, faça como Daniel, não tenha medo de se achegar ao trono da graça, suplique a ação de Deus em sua vida, creia que Ele pode tudo!
O salmo 78,21-22 fala como desagrada a Deus a falta de confiança de seus filhos...não quer desagradar a Deus, quer?
Tenho certeza que não!
Quando começamos a semana, o dia, entregando toda a nossa vida a Deus, fazendo a nossa suplica confiantes de que Ele pode nos ajudar segundo a Sua Misericórdia, porque não vê as nossas atitudes, mas acolhe a nossa suplica como um Pai mesmo que é, a nossa desconfiança, a nossa angústia vai ficando "sem graça", "sem espaço", vai "se sentindo deslocada", porque a poderosa ação de Deus é tão forte em nosso coração que não tem espaço para o medo, angústia e aflição...então agimos como filhos e filhas de Rei, amado de Deus, sentimo-nos fortes porque somos amparados pelo Rei...
Se confiamos no Poder de Deus, entregamos nossa vida a Ele e, se confiamos na Sua Misericórdia, sabemos que Ele não vai nos medir pelos nossos atos, mas o Amor e a Confiança que colocamos em seu Sacratíssimo Coração, ficamos firmes e felizes, confiante e alegres, esperançosos e cheio de fé!
Segunda feira passada fui a missa as 7:00hrs e Jesus foi o meu primeiro alimento, como tem sido últimamente, graças a Deus.
Como sempre acontece nas segundas-feiras, abri os olhos e já entreguei para Jesus toda a minha preocupação da semana, implorando a Sua Providência em todos os aspectos da minha vida e da minha familia... confesso que meu coração não estava tranquilo, mas cheio de preocupação com as coisas deste mundo, principalmente com aquelas cuja decisão não depende unicamente da minha vontade, mas está nas mãos e na boa vontade de outro...
Quando o Padre elevou o cálice e eu ali, em adoração, procurando de todas as formas tranquilizar o meu coração ouvi o Senhor assim:
"Stela, filha minha, está feliz por não lhe faltar a Eucaristia, que tanto deseja, todas as manhãs?"
Eu respondi: "Sim, Jesus, como estou feliz, muito obrigado!"
Então Ele falou:
"Filhinha, como pode duvidar que algo possa lhe faltar, se Eu estou aqui, todas as manhãs e me ofereço a Ti como alimento, derramando o meu sangue neste altar e renovando a minha aliança? Não vê que com a Eucaristia estou te dizendo que te amo e que dou a minha vida por ti, todas as manhãs, quando vem a Mim? Como pode duvidar filha? Não percebe que duvidando me faz sofrer ainda mais? Se continuo me oferecendo no altar, se se alimenta do Meu Corpo e Sangue todos os dias, como pode passar pela sua cabeça dura que Eu não esteja cuidando de sua vida? Acredita existir algo maior do que me oferecer a você como alimento através da Eucaristia? Fique em paz filhinha minha, não perturbe o seu coração, creia em Mim!"
Quando recebi a comunhão, meu coração foi um constante agradecimento e louvor...muito obrigado Jesus, muito obrigado Jesus, muito obrigado, Senhor e Rei da minha vida!
Agradeço imensamente a graça de poder comungar todos os dias! E como necessito da Eucaristia!
É assim, amado de Deus, que eu te convido a iniciar a sua semana, meditando no milagre que acontece no altar, todos os dias, durante a celebração da Santa Missa...o que mais nosso Senhor poderia fazer por nós, amado de Deus?
Pense nisto!


PAZ!







segunda-feira, 14 de março de 2011

Explicação da Quaresma - para encontro catequese.


Imagem de Destaque
                               
Amado de Deus,
Como catequista, resolvi postar uma pequeno resumo explicativo do tempo quaresmal, que poderá ser utilizado em encontros de Catequese.
Espero que seja útil para você, amado de Deus, que tem sede de ser um canal da graça e do Amor de Jesus!
PAZ!







QUARESMA



40 DIAS ANTES DA PÁSCOA!

Tempo fundamentado no Antigo Testamento:

            Povo judeu passou 40 anos no deserto antes de entrar na terra prometida. Tendo Moisés pela frente, o povo passou provações enormes no deserto, fome, sede, etc. (Êxodo)

            Profeta Elias andou fugitivo por 40 dias antes de subir a montanha e ter um encontro com o Senhor.  (I Reis 19, 1-18). 

E no Novo Testamento:

            Jesus passou 40 dias no deserto.

            Ler Lucas 4, 1-13.

Quaresma é tempo de  atitudes que nos levam a conversão:

 ORAÇÃO, JEJUM, ESMOLA.

Oração(SER) buscar a Deus para obter a libertação;  buscar e procurar a Deus para obter o que necessito, no sentido de submeter meus anseios à Vontade de Deus, exercitando a confiança de estar totalmente entregue aos cuidados de Deus, que sempre faz o melhor para minha vida. Através da ORAÇÃO eu busco um diálogo constante com Deus e, bem assim, procuro conhecer a Sua Santissima Vontade para minha vida e obedecê-La será o meu objetivo...a oração, a leitura e meditação da Palavra, assim, tem como finalidade esculpir o meu SER de Deus, totalmente diferente do SER deste mundo e, deste modo, me leva a CONVERSÃO E mudança de ATITUDE!

Jejumdesapego (TER) – nada é mais importante do que a vida nova com Jesus;
Quero mostrar para Deus que Ele é tudo o que preciso para ser feliz, e só Ele sabe o que preciso. Então ofereço jejum, faço abstinência de coisas que são importantes para mim. Este jejum exige de mim um sacrifício que ofereço para minha purificação e para o desapego.

Esmola partilha (Poder) – minha alegria está em estender a mão para aqueles que mais precisam; consiste, ainda, em trocar o lucro, o acúmulo pela partilha para uma maior justiça social, ou melhor, abster-se do PODER para SERVIR, PARTILHAR!

“Quem não vive para servir, não serve para viver!” (Madre Tereza Calcutá) – SER Viço = SER Vida


"Desse modo, o Filho do Homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a vida como resgate de muitos"(Mt 20,28)

 

Nos 40 dias que Jesus foi tentado, analisemos as respostas de Jesus:

1.”Nem só de pão vive o homem, mas de toda PALAVRA que procede da BOCA  de DEUS!” – confiança e desapego.
Pão = necessidade material = JEJUM
Palavra – necessidade espiritual – Bíblia – ORAÇÃO , conhecer os mandamentos, obediência, Deus é tudo.
Jesus não ignora a necessidade física e/ou material, mas alerta que a necessidade maior é a do alimento espiritual, onde realmente podemos encontrar a vida em abundância, vida abençoada por Deus (Jo 10, 9-16)

2.”Adorarás o Senhor teu Deus e só à Ele prestarás culto!”
Jesus nos mostra a necessidade de ter Deus como nosso "norte" e a Sua Santíssima Vontade como nosso "foco".
Ter como objetivo na vida, Ser Vir a Deus e caminhar para o céu!
Trabalho – ordem de Deus (Genesis 3, 19)
Servir o outro sem interesse, fazer tudo em nossa vida com Deus, por Deus e para Deus!
ESMOLA – Deus presente no outro – jejum, tirar do que tenho para dar ao outro, abster-se em favor do outro para minha santificação -  Deus é o meu único Senhor e não meu estomago, minha conta bancária, minhas roupas, meus pertences, etc.....


3.”Não porás à prova o Senhor, teu Deus!”
Nossa atitude em face do perigo = NÃO podemos assumir atitudes de risco de perigo – Prudência. (Mc 14, 38)
Deus age em nossa vida sempre para nossa salvação e para sermos um sinal do seu amor para o outro, contudo o ÚNICO COMPROMISSO QUE DEUS TEM CONOSCO É A NOSSA SALVAÇÃO! 
Não é um Deus que age para satisfazer nossos caprichos, mas tudo o que permite acontecer é para um bem maior que está engajado no mistério da nossa salvação e do sacrifício da cruz! E mistério é mistério! 
Jesus nos alerta para não nos deixarmos seduzir pelos caprichos do mundo, mas ao contrário precisamos estar atentos a Vontade de Deus para nossa vida.
Precisamos saber que para ganhar o céu é preciso caminhar na Via Sacra junto com Jesus. (Lc 9, 22-26).


Irmã Faustina e a visão do inferno...



Amado de Deus, seja bem vindo nesta segunda -feira abençoada!

Sei que você, amado de Deus, quer caminhar para o céu, estamos juntos buscando isto...
Hoje você está ligadinho aqui comigo, talvez não nos conheçamos, mas tenho certeza que um dia nos veremos no céu, junto com Nosso Senhor que tanto adoramos e queremos seguir. É em vista deste nosso propósito em comum, isto é, o CÉU, que eu resolvi postar esta visão do inferno de Santa Faustina, exatamente para te animar nesta busca incessante do céu, principalmente neste tempo de quaresma, para nos motivar ainda mais na busca da verdadeira conversão de coração e de vida.

As palavras da irmã Faustina são duras, porém, ao contrário de nos amedrontar, elas nos ajudam a conhecer a verdade de que, somente mudando nossas atitudes, somente buscando e desejando a santidade de vida é que vamos encontrar o céu.
Na primeira leitura de hoje esta é a ordem : "Sede santos, porque eu, Iahweh vosso Deus, sou santo" (Lev 19, 2)
Entretanto, não vamos para o céu sozinhos, precisamos colaborar com o plano de Deus, na salvação das almas.
Sendo assim, amado de Deus, precisamos nos unir em busca de almas para Deus, ser um colaborador de Jesus nesta busca, permitindo que Nosso Senhor nos use como canal de Seu Amor para levar o Caminho a Verdade e a Vida a tantas almas sedentas...
Veja o Evangelho de hoje, Mt 25, 31-46, Jesus promete o céu aos seus colaboradores, a todos aqueles que atentos às santas oportunidades, movimentam-se para estender as mãos àqueles que nos cercam. Hoje, em meu diário espiritual, fiz este pedido ao Nosso Senhor, que pela força de Seu Espírito Santo, esteja sempre atenta e não deixe passar oportunidades de levar Jesus aos que passam pela minha vida...
Desejo ardentemente que todos conheçam e sintam no coração o amor que um dia Jesus me fez sentir...este amor que me impulsiona para frente, este amor que me dá asas, este amor que me convida a alçar vôo alto, a sonhar alto, a desejar o céu...É certo, amado de Deus, que no dia em que senti o olhar Misericordioso de Jesus em meu coração, precebi que não era mais a mesma e que para mim, a partir daquele momento, só existia um Caminho, uma Verdade, uma Vida : J E S U S!
Por isto é que desejo que todos sintam este olhar...porque verdadeiramente não existe nada melhor que alguém possa desejar sentir...nada mais sublime, nada mais perfeito, nada mais completo...
Vamos nos unir em busca de almas?
Vamos dizer como Irmã Faustina nos ensinou:  
JESUS EU CONFIO EM VÓS!
PAZ.


Segue o relato da visão da Irmã Faustina:


"Hoje, conduzida por um Anjo, fui levada às profundezas do Inferno um lugar de grande castigo, e como é grande a sua extensão. Tipos de tormentos que vi:
1. Primeiro tormento que constitui o Inferno é a perda de Deus;
2. O segundo, o contínuo remorso de consciência;
3. O terceiro o de que esse destino já não mudará nunca;
4. O quarto tormento é o fogo que atravessa a alma, mas não a destrói; é um tormento terrível, é um fogo puramente espiritual, aceso pela ira de Deus;
5. O quinto é a contínua escuridão, o terrível cheiro sufocante e, embora haja escuridão, os demônios e as almas condenadas vêem-se mutuamente e vêem todo o mal dos outros e o seu.
6. O sexto é a continua companhia do demônio;
7. O sétimo tormento, o terrível desespero, ódio a Deus, maldições, blasfêmias.
São tormentos que todos os condenados sofrem juntos, mas não é o fim dos tormentos. Existem tormentos especiais para as almas, os tormentos dos sentidos. Cada alma é atormentada com o que pecou, de maneira horrível e indescritível. Existem terríveis prisões subterrâneas, abismos de castigo, onde um tormento se distingue do outro. Eu teria morrido vendo esses terríveis tormentos, se não me sustentasse a onipotência de Deus.
Que o pecador saiba que será atormentado com o sentido com que pecou, por toda a eternidade.
Estou escrevendo por ordem de Deus, para que nenhuma alma se escuse dizendo que não há inferno ou que ninguém esteve “lá e não sabe como é”.
Eu, Irmã Faustina, por ordem de Deus, estive nos abismos para falar às almas e testemunhar que o Inferno existe. Sobre isso não posso falar agora, tenho ordem de Deus para deixar isso por escrito. Os demônios tinham grande ódio contra mim, mas, por ordem de Deus, tinham que me obedecer. O que eu escrevi dá apenas uma pálida imagem das coisas que vi. Percebi, no entanto, uma coisa: o maior número das almas que lá estão é justamente daqueles que não acreditavam que o Inferno existisse. Quando voltei a mim, não podia me refazer do terror de ver como as almas sofrem terrivelmente ali e, por isso, rezo com mais fervor ainda pela conversão dos pecadores; incessantemente, peço a misericórdia de Deus para eles. “Ó, meu Jesus, prefiro agonizar até o fim do mundo nos maiores suplícios a ter que vos ofender com o menor pecado que seja.”


















sexta-feira, 11 de março de 2011

1º DIA NOVENA SÃO JOSÉ



Amado de Deus, preciso te lembrar que hoje é o primeiro dia da Novena preparatória para festa de São José, que acontece dia 19 de março.
Vou postar a novena que eu estou fazendo, para nos unirmos em oração...
PAZ



NOVENA SÃO JOSÉ

ORAÇÃO
Lembrai-vos, São José, puríssimo esposo da Virgem Maria, que jamais se ouviu dizer que alguém tivesse invocado a vossa proteção e implorado o vosso socorro e não fosse por vós consolado.
Com esta confiança venho à vossa presença e a vós, fervorosamente, me recomendo. Oh! não desprezeis as minhas suplicas, pai adotivo do redentor, mas dignai-vos de as acolher piedosamente. Amém.
 Pai-nosso,Ave-Maria, Glória.

Outra Oração à São José

A vós São José, recorremos em nossa tribulação, e cheios de confiança, solicitamos o vosso patrocínio. Pelo laço sagrado de caridade que vos uniu à Virgem Imaculada, Mãe de Deus, e pelo amor paternal que tivestes ao Menino Jesus, ardentemente vos suplicamos que lanceis um olhar benigno sobre nós, que somos a herança que Jesus Cristo conquistou com seu sangue, e nos socorrais nas nossas necessidades, com o vosso auxílio e poder.
Protegei, ó guarda providente da divina família, o povo eleito de Jesus Cristo. Afastai para longe de nós, ó pai amantíssimo, a peste do erro e do vicio. Assisti-nos, do alto do céu, ó nosso fortíssimo sustentáculo, na luta contra o poder das trevas, e assim como outrora salvastes a vida ameaçada do Menino Jesus, defendei agora a santa Igreja de Deus das ciladas dos seus inimigos e de toda a adversidade. Amparai a cada um de nós com o vosso constante patrocínio, a fim de que, sustentados com o vosso auxílio, possamos viver virtuosamente, piedosamente morrer e obter no céu a eterna bem-aventurança. Amém.

Pai-Nosso, 03 Ave-Maria e Glória.

Minha vida estampa o Corpo de Jesus?


Amado de Deus, bom estarmos unidos pelo amor de Deus, pela necessidade de Deus, pela busca de Deus!
Bom estarmos ligadinhos através deste amor...Assim como uma agulha costurando um tecido, o Espírito Santo, vai nos unindo em pontos, através deste amor que é como a linha, e nossas histórias ficam estampadas no grande tecido que retrata o Corpo de Cristo, que é a Sua Igreja...
Então, quer ser conduzido por esta agulhinha que é o Espírito do Senhor?
Quando contemplarmos, um dia, se Deus quiser, na eternidade esta Imagem veremos, SIM, o nosso pequeno pontinho fazendo a diferença, unindo, completando, cumprido o seu papel.
Já percebeu quando solta um pontinho toda a costura se vai? Basta um só pontinho solto e tudo desmorona...
Precisamos estar sempre presos e unidos por este Amor, quebra-se o amor, rompe-se a linha, desfaz-se o bordado...mesmo que seja lentamente, aos pouquinhos, se rompe o amor, se rompe a linha, o bordado se vai...
Estar unido no Amor de Deus, no Amor pelo Plano Salvífico da Santíssima Trindade é imprescindível para que o Corpo de Cristo seja estampado no grande e magnifico e bondoso Coração de Jesus!
Veja o papel da Agulha, do Espírito Santo, vai conduzindo a linha, vai firmando no tecido, vai compondo o bordado, vai estampando a Imagem...
Quero deixar-me conduzir por esta Agulha...levemente, suavemente, sendo conduzida pelo Espírito Santo, unida com minha amada Igreja, quero compor o Corpo de Cristo. Desejo ardentemente que a Vontade de Deus se faça em minha vida. E você, quer também?
E qual é a meta desta agulha? Estampar a Imagem de Jesus, o Seu Adorável Corpo oferecido por nós, para nossa salvação! Jesus é a nossa meta, o nosso norte, o Caminho a Seguir, a Verdade a encontrar, a Vida a estampar!
Tenho que desejar ardentemente em meu coração que minha vida seja uma Imagem deste Amor de Deus...devo ser uma pequena Igreja ambulante, unida no todo pelo Amor a Jesus e um desejo de seguir os seus passos...a meta maior de minha vontade deve ser sempre  SER  a presença de Jesus onde quer que eu vá... a agulhinha do Espírito Santo, deve estampar em minha vida, esta Imagem Adorável de Jesus...o meu amor por Ele, a linha que prende a Santa Igreja, vai sendo conduzida pelo Espírito Santo a "bordar" o Corpo de Jesus...ora estampa o rosto, ora as mãos, ora os pés, ora as chagas, ora as feridas do flagelo, ora as feridas do espinho...etc...e assim vamos vivendo, sendo conduzidos pelo Espírito Santo.
Cada etapa de nossa vida representa uma parte deste Corpo Santo e Sagrado...todas tão necessárias para que sejamos salvos...Nenhuma etapa pode ser pulada, ignorada, porque senão a Imagem não se completa, o céu não chega e lá no purgatório teremos que completar esta estampa, não tem jeito...isto é para todos!
Se não me deixar conduzir pela agulha aqui, nesta vida, terei que completar a Imagem no purgatório para que possa contemplar, aí no céu, a Imagem Santa do Corpo de Cristo em minha vida!
E a Mão que conduz a agulha para estampar o Corpo de Jesus? É o Pai, a Vontade do Pai...preciso abandonar minha vida nas mãos do Pai, preciso desejar ardentemente que a Vontade do Pai se realize em minha vida, só assim, posso ser levada pelo Espírito Santo a bordar o Corpo de Jesus...
Quaresma, tempo de refletir como anda o bordado de minha vida...preciso refletir, preciso estar atenta ao bordado de minha vida e, se por algum motivo me desviei no modelo principal que é Jesus, este é o tempo, o grande tempo de retomar, de me arrepender, de me converter!
"Tomai meu jugo sobre vós e recebeis a minha doutrina, porque sou manso e humilde de coração e achareis o repouso para vossas almas!" (Mat 11,29) 
Faça o seu exame de consciência, veja, amado de Deus, se sua Vida estampa o Amor de Jesus...é fácil, as pessoas que estão a sua volta podem te ajudar...
Voltemos a Jesus, enquanto é tempo...
Veja só a Palavra que completa esta meditação, propícia para este tempo quaresmal...acabei de pedir ao Senhor, especialmente para nós, filhos e filhas amados de Deus:


"Se reformardes vossos costumes e modos de proceder, se  verdadeiramente praticardes a justiça; então permitireis que permaneçais neste lugar, nesta terra que dei a vossos pais por todos os séculos." (Jer 7,5,7)

Sendo assim, amados de Deus, vamos refletir sobre nossa história, vamos retomar o Caminho que nos conduz ao céu...procuremos um Sacerdote depressa e retomemos o nosso Santo Bordado!

PAZ!