quinta-feira, 5 de novembro de 2015

As Doze Estrelas da Coroa de MARIA!


“Apareceu em seguida um grande sinal no céu: uma Mulher revestida do sol, a lua debaixo dos seus pés e na cabeça uma coroa de doze estrelas.” (Ap 12,1)


Queridos irmãos, SALVE MARIA!
Uma das obrigações que assumimos quando fazemos a consagração total a Virgem Maria, como escrava de Jesus por Maria, através do método de São Luiz Maria de Montfort é rezar diariamente, pelo resto da vida, a coroinha de Nossa Senhora.(Capitulo VIII, tomo 234 do Tratado).
Diante disto,nasceu em muitas escravas a necessidade de entender e conhecer o significado das doze estrelas que coroam a Nossa Mãe.
Sendo assim, segue a explicação do significado da Coroa de Doze Estrelas.

Maria é a imagem da Igreja: pura, santa e imaculada, São Luís explica que colocaram doze estrelas na cabeça da Santíssima Virgem, porque este representa um número completo, pois não falta nada nela por ser cheia de graça, ou seja, Maria tem a plenitude da graça que Deus deu a ela.
A primeira é o mistério da maternidade divina. Ela foi a única criatura que achou graça diante do Senhor. Ela foi a única que o demônio não tocou, até os muçulmanos acreditam nessa verdade. Ela foi a única digna de conceber o Filho de Deus encarnado. Essa é primeira estrelinha, ela foi escolhida para ser Mãe de Deus.
A segunda é a Imaculada Conceição, pois foi concebida sem o pecado original, o demônio não pode tocar nela, Maria era cheia de graça, nela não havia nada, a não ser graça. A Santíssima Virgem não poderia ter o pecado original, isso seria uma desonra a Deus. “Imaculada” que dizer “sem mácula”, “sem pecado”.
A terceira estrela é Maria sempre Virgem: antes, durante e depois do parto, não há explicação da ciência, é um milagre de DEUS, e milagre não se explica apenas se acredita e pronto. Deus é suficientemente poderoso e soberano para fazer o que quiser como e quando quiser e Ele quis que Maria fosse sempre Virgem!
A quarta estrela é Maria, Filha predileta do Pai: o Pai escolheu entre todas as mulheres a Maria, ela foi escolhida pela sua humildade, como diz no “Magnificat”; 

A quinta estrelinha é Esposa do Espírito Santo: ela concebeu por obra do Espírito Santo, ela é a Esposa mística do Espírito Santo, Maria tem um relacionamento perfeito com a Santíssima Trindade, do Pai ela é filha, do Filho ela é Mãe e do Espírito ela é esposa.
A sexta estrela: Maria é a mais humilde a quem Jesus se submeteu, o nome “Maria” vem de “mar”, o mar é esplendoroso, pois aceitou ficar abaixo alguns centímetros de todos os rios, Maria também é assim: por isso, Deus a escolheu olhando para a humildade de Sua serva.
A sétima é que recebeu o poder de esmagar a cabeça do inimigo de Deus; ela aparece em toda a Bíblia, de Gênesis até Apocalipse, alguns teólogos dizem que Deus fez com que ela permanecesse virgem porque Eva também o era [virgem] quando pecou. Nunca deixe de usar uma medalhinha de Nossa Senhora, ou escapulário, pois protegem contra as insídias de Satanás. Na sua casa também, não deixe de ter a imagem de Nossa Senhora. 
A oitava estrela é a “Medianeira de todas as graças”, os santos doutores da Igreja dizem que todas as graças passam pelas mãos de Maria, mesmo as que você pede aos santos, é ela quem as distribui. Deus Pai é que dá a graça, mas é Nossa Senhora que a distribui. Qual foi a maior graça do mundo? Jesus! E essa graça veio por meio de Maria; se a grande Graça veio por meio dela, então todas as outras também virão!
A nona estrela é “Maria aos pés da cruz”, Jesus, com lábios cheios de sangue, disse a última coisa: “Filho, eis a tua mãe. Mãe, eis aí o teu filho”, João naquele momento representa todos os filhos da Igreja. Nosso Senhor Jesus Cristo já tinha dado tudo: Seu sofrimento, Seu Sangue e a única coisa que tinha Lhe sobrado ali na cruz era Sua Mãe, que Ele deu a João, representando nós todos. João a levou para sua casa; eu não sei se você a recebeu como sua Mãe. Se não, receba-a hoje, leve-a para sua casa, Maria, Mãe da Igreja, Maria, Mãe de cada um de nós.
A décima estrela é “Maria, assunta ao céu”, aquele corpo, que gerou o Filho de Deus, não poderia ser destruído. Papa Pio XII proclamou que ela foi assunta de corpo e alma. Os santos não estão no céu com o corpo, somente quando Jesus voltar, na parusia, é que eles se unirão ao seu corpo e irão para o céu. Assim, a glorificação acontecerá somente no último dia, mas a Virgem Santíssima já é glorificada no céu com o corpo e alma.
A décima primeira estrela é: “Maria, coroada no céu como Rainha”, Maria foi coroada como Rainha pela Santíssima Trindade, ela é a Rainha dos santos, dos anjos, do céu, da terra, dos doutores. Isso significa que abaixo de Deus, abaixo da Santíssima Trindade, o maior poder é dado a ela por Deus!
A última estrela é que “Maria é aquela que recebeu de Deus todas as graças, honras e méritos”, que não são apenas 12, são todas as outras. O Todo-poderoso não precisa de nada nem de ninguém, mas Ele quis precisar de Maria, assim como Ele quer precisar de nós querendo que sejamos evangelizadores; 

Pronto, meus irmãos, conhecendo o significado das doze estrelas agora, quando rezar a Coroinha poderão com mais fervor homenagear aquela que foi homenageada por primeiro pela Santíssima Trindade, coroada como Rainha do céu, da Terra e de nossa vida se assim permitirmos!

Amém?
A PAZ!

Nenhum comentário:

Postar um comentário