terça-feira, 16 de abril de 2013

Rosario meditado - Mistérios dolorosos - São Luiz Maria G. Monfort

Olá amigos amantes do Rosário!  

Conforme prometi, postarei os mistérios dolorosos do Rosário Meditado de São Luiz Monfort.
Mas antes gostaria de partilhar algo lindo que aconteceu ontem, enquanto rezava antes do encontro de catequese.
Olhando para imagem da Mãezinha e para o Sacrário meu coração transbordava de amor... entregando para Jesus uma situação de desemprego, eu disse para Mãezinha:
"Eu confio plenamente no amor que a Senhora sente por esta pessoa, sei que a Senhora o ama, afinal é seu filho! Como confio no seu amor, Mãe, sei que está cuidando desta situação, afinal, que mãe gosta de ver seu filho, cheio de vida, de capacidade, desempregado? Também confio no amor que Jesus sente por ele, não é possível que alguém que ama tanto, como Seu Filho ama esta pessoa, ao ponto de morrer por ela, não esteja compadecido de todo sofrimento e humilhação que este filho enfrenta pelo desemprego...então hoje, eu quero  louvar e bendizer a vocês dois, pelo amor que sentem por esta pessoa que agora eu entrego confiante em Suas Mãos!"
Abri a Palavra:
"Eu te amo, Javé, és a minha força! Javé meu rochedo, minha fortaleza, meu liberador, meu Deus, rocha minha, meu refúgio, meu escudo, força que me salva, meu baluarte! Conduziu-me a um lugar seguro,
salvou-me PORQUE ME AMA! (Salmo 18, 1-3, 20)

Em seguida abri meu Tratado de São Luiz e veja o que saiu:

"174. É o que diz São Bernardo para inspirar-nos esta prática: "Enquanto Maria vos sustenta, não caís; enquanto vos protege, não temeis; enquanto vos conduz, não fatigais; e, sendo-vos propícia, chegareis ao porto de salvação" (pag.169)

Enquanto no meu coração eu louvava e bendizia ao Senhor por ter me mostrado que minha confiança não é em vão e fazer sentir no pulsar do meu coração este Amor sem medida, chegou uma irmãzinha catequista na Igreja e me perguntou:
"Você já rezou Stelinha?"
Eu disse sim com a cabeça e fechei meus olhos porque estava inebriada de amor...
Quando percebi que ela terminou eu disse: "Posso te ler um coisa linda?" então li o trecho do Tratado, do qual ela também é familiarizada porque fez a consagração ano passado. 
Em seguida percebi lágrimas nos olhos dela e me disse:
"Stelinha eu tinha pedido para Jesus uma confirmação e você acabou de me dar com esta leitura... é que quando cheguei aqui a Mãezinha disse que queria muito te abraçar e pediu que eu te desse um forte abraço e te dissesse que Ela te ama muito... posso te dar este abraço?"
E, é claro, recebi este abraço afetuoso de Nossa Mãezinha pelos braços da minha irmã!
Não é maravilhoso?
Quanto a este rosário de São Luiz, posso testemunhar que fizemos, no nosso grupo de oração, os mistérios gloriosos e foi uma benção!
Experimente este maravilhoso caminho de espiritualidade, tenho certeza que vai gostar!
De qualquer forma, eu te aconselho, meu irmão, minha irmã, não deixe jamais secar a sintonia com Nossa Senhora em sua vida de oração, Ela certamente, sempre, sempre te levará aos braços de JESUS!
A PAZ!

MISTÉRIOS DOLOROSOS
1º Mistério - AGONIA DE JESUS NO HORTO
Padre-Nosso: Felicidade de Deus, essencial.
Ave Maria, para honrar:
1ª os divinos retiros que fez Jesus em Sua vida, principalmente no horto;
2ª suas orações humildes e fervorosas durante Sua vida e na véspera da Paixão;
3ª a paciência e doçura com que suportou Seus Apóstolos, particularmente no Horto;
4ª o tédio de sua Alma durante toda a Sua vida, principalmente no Horto;
5ª os rios de sangue que a dor fez brotar de seu Ser adorável;
6ª o consolo que teve por bem aceitar de um anjo na agonia;
7ª sua conformidade com a Vontade do Pai, apesar da repugnância de Sua natureza;
8ª Sua traição por Judas e prisão pelos judeus;
9ª o valor com que saiu ao encontro dos algozes e a força da palavra com que os lançou por terra e os levantou;
10ª o abandono que sofreu de Seus Apóstolos.

2º Mistério - A FLAGELAÇÃO
Padre-Nosso: Paciência de Deus, admirável.
Ave Maria, para honrar:
1ª as cordas com que Jesus foi atado;
2ª a bofetada que recebeu em casa de Caifás;
3ª as negações de São Pedro;
4ª as ignomínias que sofreu em casa de Herodes, quando lhe puseram a veste branca;
5ª o despojamento de Suas vestes;
6ª os desprezos e insultos que sofreu de Seus verdugos pela Sua nudez;
7ª as varas espinhosas e os açoites cruéis com que foi golpeado;
8ª a coluna em que foi atado;
9ª o sangue que derramou e as chagas que recebeu;
10ª a Sua queda pela fraqueza no sangue que derramou.

3º Mistério – COROAÇÃO DE ESPINHOS
Padre-Nosso: Formosura de Deus, inefável.
Ave-Maria, para honrar:
1ª o despojamento de Suas vestes pela terceira vez;
2ª a Sua coroa de espinhos;
3ª o véu com que Lhe vendaram os olhos;
4ª as bofetadas e os escarros com que Lhe cobriram o rosto;
5ª o andrajo que Lhe puseram sobre os ombros;
6ª a cana que Lhe puseram nas mãos;
7ª a pedra pontiaguda sobre a qual O sentaram;
8ª os ultrajes e os insultos que Lhe fizeram;
9ª o sangue e os suores que saíam de Sua cabeça adorável;
10ª os cabelos e a barba que Lhe arrancaram.

4º Mistério - JESUS CARREGA A CRUZ
Padre-Nosso: Onipotência de Deus, sem limites.
Ave-Maria, para honrar:
1ª apresentação de Nosso Senhor diante do povo com o “Ecce Homo”;
2ª o haver sido preferido a Barrabás;
3ª os falsos testemunhos que contra Ele deram;
4ª Sua condenação à morte;
5ª o amor com que abraçou e beijou a Cruz;
6ª o trabalho espantoso que teve em carregá-la;
7ª as quedas de pura debilidade sobre Seu peso;
8ª o encontro doloroso com Sua Santa Mãe;
9ª o véu de Verônica, no qual Seu rosto se estampou;
10ª suas lágrimas, as de Sua Santa Mãe e das piedosas mulheres que O seguiram até o Calvário.

5º Mistério – A CRUCIFICAÇÃO
Padre-Nosso: Justiça de Deus, espantosa.
Ave Maria, para honrar:
1ª as cinco chagas de Jesus e o sangue que derramou na cruz;
ª seu coração traspassado e a Cruz em que foi crucificado;
3ª os cravos e a lança que O atravessaram;
4ª a vergonha e a infâmia que sofreu, sendo crucificado entre dois ladrões;
5ª a compaixão de Sua Mãe Santíssima;
6ª as 7 últimas palavras;
7ª Seu desamparo e Seu silêncio;
8ª a aflição de todo o Universo;
9ª Sua morte cruel e ignominiosa.
10ª a descida da Cruz e sepultamento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário