quinta-feira, 22 de outubro de 2015

Acredite na flor! Ela sempre vem!

Olá queridos irmãos!
Estamos chegando no mês da festa de Santa Terezinha do Menino Jesus, uma grande amiga do céu!
Quero dar um testemunho para que você se anime a cativar com ela uma estreita amizade.
O fato que vou relatar se deu há alguns anos.
No ano de 1994 comprei um carro 0km e com ele fiquei por 10 anos até que um certo dia, estava saindo do clube com meu filho caçula, quando procurei o carro não o encontrei. Havia sido furtado.
Tinha acabado de trocar os pneus e apesar do carro ter 10 anos ele tinha sido pouco rodado, apenas 9000 km, praticamente novo.
Acionei a polícia e o seguro e por alguns dias procuraram o carro, até que recebi uma ligação dizendo que haviam encontrado em uma rua, arreado no chão, isto é, sem os quatro pneus!
Era já tarde da noite e eu e meu marido nos dirigimos até a delegacia para liberar o veículo, que teve que ser retirado com guincho por estar sem os pneus.
Claro, tive que providenciar novos pneus, sem nem ter ainda pago os anteriores, uma luta!
Fiquei tão chateada com esta situação que conversando Jesus pedi a permissão para vendê-lo e comprar outro parcelado.
Muito bem, como sinal de que esta aprovação vinha do céu, anunciei no jornal o carro por um preço bem superior ao mercado, tendo em vista o excelente estado, sem contar os pneus novinhos que acabava de comprar.
No dia seguinte ao anúncio apareceu um comprador que ao ver o carro quis comprá-lo e nem chorou desconto.
Vendi o carro.
E, achei outro usado, mas novo em ano que o meu, mas bem mais acabado, e resolvi arriscar comprá-lo. 
Nunca fui a favor de dívidas muito longas, nem sei o que me deu na cabeça de assumir um carnê tão grande, mas acabei fazendo esta loucura.
Algumas pessoas, lógico, me viam com o carro novo e ficavam imaginando como eu tinha conseguido este prodígio, mal sabiam o tamanho do carnê que estava na minha gaveta!
Foi um sufoco pagar este carro. Todo mês aquele sofrimento. Sem contar que o carro não estava bom, cheio de defeito, e a concessionária que prometeu mundos e fundos, sempre dando aquela "guaribada" sem resolver o problema.
Mais uma vez fui conversar com Jesus e no meu grupo de oração, toda quinta, colocava um bilhetinho :" Senhor, assim que der, me ajuda a ter um carro pago e seguro!"
E assim, foi passando os anos e o carro cada vez mais problemático, embora não fosse tão velho de idade. 
Quando chegou o final do ano 2011 eu liguei no banco para saber o quanto ainda devia e fui informada que ainda devida o valor do carro, fiquei desanimada!
Então apresentei para Jesus este problema, rezei muito e tomei a decisão de entregar o carro para o Banco. Mas, antes de fazê-lo, busquei ajuda com minha amiga Santa Terezinha e fiz a novena das rosas pedindo a graça de ter um carro pago e seguro.
Ganhei a flor. Acreditei.
No meu aniversário fui ao Santuário da Mãe Rainha e aconteceu algo inusitado. Não era hora da missa, mas a irmã chegou com um carro igualzinho ao que eu tinha, mesma cor e ano, e junto dela, grudado no peito o Hostensório com o Santíssimo. Eu cheguei perto dela e perguntei: -"Irmã você está com Jesus?"
Ela disse:"-Sim Filha!" 
Então falei:"-Hoje é meu aniversário, e sinto como se Jesus estivesse me visitando, me abençoando de maneira especial!"
Ela respondeu:"-E esta, pode acreditar nisto! Não existem coincidências para Deus!"
Chamei meu marido e filhos e disse o que tinha decidido. Eles argumentaram que ficaria a pé, que só um milagre para conseguir ganhar outro carro, que o carro era indispensável para meu trabalho, blablabla... e eu respondi:
-"Santa Terezinha vai me ajudar, ela me mandou a flor!"
Antes do final do ano recebi uma ligação da minha tia, ela estava com tudo arrumado para morar um ano em Paris e como não queria se desfazer do carro, perguntou se poderia deixar comigo(!?!). Lógico que eu disse SIM e até me prontifiquei em fazer um seguro para o carro o que ela logo me falou: "O seguro já está pago, fique tranquila, use o carro como precisar!"
Não acreditei. Dois dias depois que o carro dela chegou, o Banco veio buscar o meu!
Meu marido e filhos não acreditavam no que viam!
-"Mãe esta Santa Terezinha é forte mesmo!!"
Mas o problema não estava resolvido. O carro da minha tia tinha sido batido e eu pude arrumá-lo como forma de gratidão pelo empréstimo e por ter sido objeto da Providência Santíssima nesta situação específica.
Quando chegou junho minha mãe me ligou dizendo que a minha tia anteciparia sua volta e que eu teria que devolver o carro e disse: 
"-E agora filha o que vai fazer? E o seu emprego, vc precisa de um carro." 
Eu respondi: -" Deus vai providenciar!" 
Ela disse:"-De que jeito? No ponto de ônibus?"
Percebi logo que era o inimigo de Deus querendo colocar a minha fé em prova e que aquelas palavras não combinavam com minha mãe. Renunciei em nome de Jesus.
Meu marido possui um crédito junto a um processo de despropriação contra a Prefeitura onde esta deveria pagar uma parcela por ano, em 10 anos. No meu coração logo veio a luz de que deveria procurar o advogado para saber sobre o pagamento da parcela do ano de 2012, que ainda não tinha sido paga.
Telefonei e ele disse: "Estava mesmo precisando ligar para vocês, hoje saiu a publicação que a Prefeitura depositou o valor integral da dívida, vou peticionar para requerer o levantamento!"
Fiquei espantada! Cheguei em casa e disse para meu marido, que também estava aflito com esta situação, e juntos agradecemos muito a Deus, por sua Providência...
Passados uns quinze dias, tomadas as providências pelo advogado, conseguimos pegar o dinheiro. Que alegria!
Para meu marido e filhos eu dizia: Santa Teresinha, Santa Teresinha, Santa Teresinha! Minha amiga querida!!!!!
No mês de agosto deste ano, 2012, o governo federal decidiu tirar o imposto do veículo, o que foi mais um milagre, pois o preço dos novos caíram muito.
Meu marido começou a procurar carro usado para mim e eu disse: NÃO! Pedi para Jesus um carro novo e em bom estado, vamos procurar um carro novo, pode ser o mais barato de todos, não me importo!
E assim fizemos, procuramos e achamos um carro Chines, em São Paulo, no melhor preço, diferença de 10% da concessionária aqui da minha cidade, e, ainda, na cor que queria! 
O carro da minha tia ainda estava comigo, então, fomos para São Paulo com o carro dela, deixamos lá e voltamos com o meu novinho!!! 
O menor carro e mais barato que tinha no mercado. Quando chegamos de metrô na concessionária, eu e meu marido, nosso coração pulsava de tanta alegria, pelo fato deste carrinho ter sido fruto da Providência Divina sob a ajuda de Santa Teresinha! Quando entramos pela primeira vez, paramos em um posto para colocar combustível e meu marido dizia: "graças a Deus, graças a Deus... Ele é bom e fiel, graças a Deus!"
E assim fizemos a viagem de volta, louvando e agradecendo a Deus por este milagre!
Tenho certeza que se o mundo nos tivesse dado o carro mais caro do mercado, a nossa alegria não seria a mesma! Acredite irmão, nada pode te fazer mais feliz do que aquilo que vem das Mãos Providências de Deus!
Quando cheguei em minha cidade com o carro, sei que fui fruto de caçoadas e risos de muita gente... faziam mesmo na minha frente, mas nunca me importei, por dentro e até hoje cada vez que entro no meu carrinho, sinto a alegria do mesmo momento:"Foi Deus quem me deu!"
E a coisa mais linda disto tudo é que esta alegria não é privilégio meu, meus filhos e meu marido, todos nós partilhamos desta verdade, em saber que só aquilo que vem das mãos de Deus pode nos fazer feliz! Deus sempre providencia o necessário! Deus nunca desampara quem n'Ele põe sua confiança!
Estou com o carrinho até hoje e nunca deu oficina, além de ser extremamente econômico, IPVA barato, seguro barato, tudo, tudo de acordo com o que podemos arcar.
Esta é uma das muitas e muitas ajudas que recebi da minha amiga do céu, minha melhor amiga! 
Te convido agora a colocar sob o olhar, sob os cuidados de Santa Teresinha a sua situação, a sua necessidade, a sua incerteza, as decisões que precisa tomar, ela, certamente, virá em seu socorro, se apresentar um coração confiante em Deus e desejar outra coisa senão que os desígnios do Pai se cumpram na sua integralidade em sua vida!
Deus sempre faz o melhor!
Salve Maria!
A PAZ!



VIVER DE AMOR

Olá queridos irmãos!
Aprendi com Santa Terezinha a buscar sempre vencer em amor as pessoas que me cercam, amor este inspirado pelo Espírito Santo de Deus, aprendido com nossa querida Mãe e mestra Maria que assim também educou Nosso Senhor Jesus, amor vivenciado com a presença de Jesus Eucarístico diariamente a nos esperar, a se doar, de forma gratuita, totalmente gratuita!
Resolvi postar hoje este poema de minha amiga, para que você, querido irmão, também seja inspirado a viver por amor, pelo amor, para o amor!
Salve Maria!
A PAZ!

POESIA DE SANTA TERESINHA: 

Viver de Amor


Esta poesia foi escrita por nossa querida Santa Teresinha do Menino Jesus em 5 de fevereiro de 1895 e no dia 9 de junho deste mesmo ano na plenitude de sua vida espiritual se oferece como Vítima ao Amor Misericordioso e escreve o Ato de Oferenda.  Depois o publicarei na íntegra.

Santa Teresinha
VIVER DE AMOR
No entardecer do Amor, falando sem figuras,
Assim disse Jesus: “Se alguém me quer amar,
Saiba sempre guardar minha Palavra
Para que o Pai e Eu o venhamos visitar.
Se do seu coração fizer Nossa morada,
Vindo até ele, então, haveremos de amá-lo
E irá, cheio de paz, viver
Em Nosso Amor!” 
Viver de Amor, Senhor, é Te guardar em mim,
Verbo incriado, Palavra de meu Deus,
Ah, divino Jesus, sabes que Te amo sim,
O Espírito de Amor me abrasa em chama ardente;
Somente enquanto Te amo o Pai atraio a mim.
Que Ele, em meu coração, eu guarde a vida inteira,
Tendo a Vós, ó Trindade, como prisioneira
Do meu Amor!…
Viver de Amor é viver da Tua vida,
Delícia dos eleitos e glorioso Rei;
Vives por mim numa hóstia escondido,
Escondida também por Ti eu viverei!
Os amantes procuram sempre a solidão:
Coração, noite e dia, em outro coração;
Somente Teu olhar me dá felicidade:
Vivo de Amor!
Viver de amor não é, nesta terra,
A nossa tenda armar nos cumes do Tabor;
É subir o Calvário com Jesus,
Como um tesouro olhar a cruz!
No céu eu viverei de alegrias,
Quando, então, todo sofrimento acabará;
Mas, enquanto exilada, quero, no sofrimento
Viver de Amor!
Viver de Amor é dar, dar sem medida,
Sem reclamar na vida recompensa.
Eu dou sem calcular, por estar convencida
De que quem ama nunca em pagamento pensa!…
Ao Coração Divino, que é só ternura em jorro,
Eu tudo já entreguei! Leve e ligeira eu corro,
Só tendo esta riqueza tão apetecida:
Viver de Amor!
Viver de Amor, banir todo temor
E lembranças das faltas do passado.
Não vejo marca alguma em mim do meu pecado:
Tudo, tudo queimou o Amor num só segundo…
Chama divina, ó doce fornalha,
Quero, no teu calor, fixar minha morada
E, em teu fogo é que canto o refrão mais profundo:
“Vivo de Amor!…”
Viver de Amor, guardar dentro do peito
Tesouro que se leva em vaso mortal.
Meu Bem-Amado, minha fraqueza é extrema,
Estou longe de ser um anjo celestial!…
Mas, se venho a cair cada hora que passa,
Em meu socorro vens,
A todo instante me dás tua graça:
Vivo de Amor!
Viver de Amor é velejar sem descanso,
Semeando nos corações a paz e a alegria.
Timoneiro amado, a caridade me impulsiona,
Pois te vejo nas almas, minhas irmãs.
A caridade é minha única estrela
E, à sua doce luz, navego noite e dia,
Ostentando este lema, impresso em minha vela:
“Viver de Amor!”
Viver de Amor, enquanto meu Mestre cochila,
Eis o repouso entre as fúrias da vaga.
Oh! não temas, Senhor, que eu te acorde,
Aguardo em paz a margem dos céus…
Logo a fé irá rasgar seu véu,
Minha esperança é ver-te um dia.
A Caridade infla e empurra minha vela.
Vivo de Amor!…
 Viver de Amor, ó meu Divino Mestre,
É pedir-Te que acendas teus Fogos
Na alma santa e consagrada de teu Padre.
Que ele seja mais puro que um Serafim dos céus!…
Tua Igreja imortal, ó Jesus, glorifica
Sem fechar Teu ouvido a meus suspiros;
Por ela tua filha aqui se sacrifica,
Vivo de Amor!
Viver de Amor, Jesus, é enxugar Tua Face
E obter de Ti perdão para os pecadores.
Deus de Amor, que eles voltem à Tua graça
E para todo o sempre teu Nome bendigam.
Ressoa em meu peito a blasfêmia;
Para poder apagá-la estou sempre a cantar:
“Teu Nome sagrado hei de amar e adorar;
Vivo de Amor!…”
Viver de Amor é imitar Maria,
Banhando, com seu pranto e com perfumes raros,
Os pés divinos que beijava embevecida,
Para, depois, com seus cabelos enxugá-los…
Levanta-se, a seguir, quebra o vaso
E Tua doce Face perfuma…
Mas Tua Face eu só perfumo, bom Senhor,
Com meu Amor!
Viver de Amor, estranha loucura”,
Vem o mundo e me diz, “pára com esta glosa,
Não percas o perfume e a vida que é tão boa,
Aprende a usá-los de maneira prazerosa!”
Amar-Te é, então, Jesus, desperdício fecundo!…
Todos os meus perfumes dou-te para sempre,
E desejo cantar, ao sair deste mundo:
“Morro de Amor!”
Morrer de Amor é bem doce martírio:
Bem quisera eu sofrer para morrer assim…
Querubins, todos vós, afinai vossa lira,
Sinto que meu exílio está chegando ao fim!
Chama de Amor, vem consumir-me inteira.
Como pesa teu fardo, ó vida passageira!
Divino Jesus, realiza meu sonho:
Morrer de Amor!…
Morrer de Amor, eis minha esperança!
Quando verei romperem-se todos os meus vínculos,
Só meu Deus há de ser a grande recompensa
E não quero possuir outros bens,
Abrasando-me toda em seu Amor,
A Ele quero unir-me e vê-Lo:
Eis meu destino, eis meu céu:
Viver de Amor!!!…