terça-feira, 26 de abril de 2011

Festa da Misericórdia concede indulgência plenária


Amado de Deus, hoje vou te dar uma boa noticia, principalmente para quem não teve a oportunidade de receber a indulgência plenária no triduo pascal.

É que,  neste domingo 01/05 a Igreja celebra a Festa da Misericórdia e concede indulgência plenária aos fiéis que cumprirem as seguintes condições: realizar a confissão sacramental, comungar no dia da festa e rezar pelas intenções do Santo Padre as orações do Pai Nosso, Ave Maria e Credo.

A festa foi instituída através do decreto da Sagrada Congregação para o Culto Divino e Disciplina dos Sacramentos, em 23 de maio de 2000, a partir das revelações de Jesus à Santa Faustina. A celebração passou, portanto, a ser intitulada "Domingo da Divina Misericórdia", a ser celebrada no segundo domingo da Páscoa.



Lembrando que a indulgência plenária pode ser oferecida para almas do purgatório, almas de familiares, amigos e conhecidos já falecidos, também para pessoas vivas que estão impossibilitada de ir a missa e receber o benefício ou podemos guardá-las para nós mesmos!


Então, não vamos perder esta oportunidade, não é mesmo?


PAZ!

segunda-feira, 25 de abril de 2011

A razão do nosso sofrimento!


Amado de Deus, bom inicio de semana para voce!
Semana da Misericórdia...semana de muitas graças... acorremos ao Senhor da Misericórdia, entreguemos a Ele todo o nosso ser, o nosso coração!
Jesus sempre fala comigo nas celebrações da Semana Santa...e esta semana, não foi diferente.
Durante toda a quaresma eu e minha amigas de oração, as quintas-feiras, rezamos a Via Sacra, sempre seguida do terço da Misericórdia...
Cada Via Sacra meditada, cada lição maravilhosa de Jesus para nós, suas pobres filhas!
Mas nesta semana santa, já na segunda feira, Jesus falou ao meu coração como foram difíceis os dias que antecederam a sua paixão...em casa eu falei ao meu esposo e filhos, Jesus está sofrendo muito, pense n'Ele algumas vezes nestes dias...
Na quarta feira, dia conhecido como o das trevas por Judas decidir trair Jesus, nosso Senhor me fez pensar muito em seu sofrimento. E, na minha humanidade pensei que o sofrimento estava no fato de Judas escolher trair, a dor da traição de um amigo que durante três anos conviveu com Ele 24 horas do dia, presenciou seus milagres, foi tocado por Ele, ouviu suas Palavras... e fiquei pensando nisto...
Na quinta feira santa, por ser feriado, somente eu e uma amiga fizemos a Via Sacra e, quando chegou na sétima estação, Jesus me falou sobre o seu sofrimento a respeito de Judas e que, de forma nenhuma se deu pela sua traição, mas Jesus sofreu porque aquela alma, no seu livre arbítrio, escolheu as trevas, se perdeu...Jesus chorou e sofreu porque no coração de Judas satanás foi vencedor...
Na estação seguinte, Jesus me falou: "Stela, amada minha, não chore por mim, mas chore por você mesmo e pelos seus filhos..." Então eu entendi tudo...Jesus não quer que nenhuma alma se perca, precisa de nós, precisa de almas que aceitem o sofrimento pela salvação dos pecadores...
Durante a celebração do lava pés, meu filho Lucas perguntou: "Mãe, porque Jesus lava os pés dos discípulos, eu não entendo isto!?!"
E eu expliquei: "Lucas, Jesus está nos ensinando a servir sempre, mas principalmente, Jesus está ungindo os pés dos seus discípulos, os nossos pés, filho, para Caminhada...não foi fácil para os doze, não será fácil para nós também!" Então, mais uma vez, a luz se fez em meu coração e senti muito forte esta pergunta: "Filha, onde estão os teus?"
"Meu Senhor, quantas pessoas da minha família ainda precisam reconhecê-Lo como Senhor de suas vidas, quantos hoje estão se divertindo no mundo, sem nem ao menos lembrar do seu sofrimento, predoem-nos Jesus, salva-os, Senhor!"... então comecei a chorar e meus filhos perguntaram: "Mãe, o que foi?" E eu respondi: "Se a nossa familia buscasse Jesus, nosso sofrimento seria aliviado..." E entendi tudo, meus irmãos, tudo mesmo!
Entendi que não tem como seguir Jesus sem estar comprometido com a sua missão, isto é : SALVAR ALMAS. E que, comprometer-se significa aceitar sofrer para salvar almas...começando pela nossa familia, amigos, e outros por quem rezamos... mais claramente irmãos, desejar a salvação de sua familia, significa aceitar os sofrimentos que Deus permitir e oferecer tudo, tudo, pela conversão dos pecadores... todas as almas são preciosas para Jesus...
Terminada a missa, subi para adoração da noite que se estende até a meia noite...meus filhos foram embora... quando cheguei no local preparado para exposição do Santíssimo Sacramento para adoração antes da celebração da cruz, me deparei com um cenário maravilhoso e, Jesus, mais uma vez falou comigo neste cenário.
Durante a semana li no site www.recadosaarao.com.br - (artigo 223 -"Outros- Minha Vida") escritos de uma freira franciscana, especialmente me gravou o seguinte relato:



“Mas Jesus é tão bom e ainda gostava tanto daquela gente má que disse assim: ‘Não faz mal, se toda a gente e também as criancinhas como a Dedé quiserem ser boazinhas, eu as levarei para o bonito Céu, cheio de anjinhos que podem voar como as borboletas’.” 

E D. Mimosa, tomando a piazinha, continuou: 

“E esta moça bonita é a Mamãe do bom Jesus; Ela é boa como seu Filho, e foi com Ele para o Céu.” Aqui acabou a lição, a grande e profunda lição que tão profundamente se gravou na minha alma infantil, e que por três anos devia servir para meu guia. "

Vocês não acreditam, meus irmãos, mas  Jesus foi exposto em um pequeno tronco, e em volta dele duas árvorezinhas cheias de borboletas coloridas! Fiquei estupefada...meu Deus, olha o céu da irmã franciscana...veja os anjos que acompanharam Jesus no horto em forma de borboletas... no final da adoração, uma irmã falou: "irmãos, vejam estas duas árvores cheias de borboletas, querem nos dizer que, precisamos viver as nossas "sextas-feiras santas" com intensidade, sem jamais esquecer a alegria do céu, o verdadeiro sentido do sofrimento, a alegria da ressurreição, a vitória já conquistada por Jesus!"
E, no meu coração Jesus mostrou a outra face do sofrimento...entendi o sentido de dar a outra face ao inimigo que te bate: exatamente mostrar o outro lado do sofrimento, o avesso da dor: o Céu cheio de anjos que voam como borboletas coloridas!
Quando vislumbrava a Hóstia Consagrada sob o pequeno tronco, o sofrimento do horto me entristecia mas, ao mesmo tempo, meu coração se alegrava ao ver as borboletas...
Depois de celebrar o sábado santo, o assalto em casa e a tristeza dos meus filhos: "Stela chorai por vós mesmo e por vossos filhos..." logo em seguida Jesus me convida a aceitar o sofrimento e oferecê-lo pela conversão dos pecadores...rezei pelos ladrões e pedi a Deus pela sua conversão...
Hoje estou me esforçando para ver as borboletas...não está fácil, confesso meus irmãos, mas confesso também a voces: Amo Jesus do fundo do meu coração e continuo dizendo SIM ao céu e não existe céu sem cruz, e não existe cruz sem sofrimento...
Que Deus nos ajude a sermos fiéis até o fim!
PAZ

domingo, 24 de abril de 2011

Oração para pedir ajuda no sofrimento!


Amado de Deus, uma feliz e santa páscoa!
Hoje escrevo para pedir a sua oração, estou com o coração doendo muito e preciso de ajuda...
A Igreja celebra hoje a Ressurreição do Senhor, mas meu coração está vivendo a sexta feira santa!
Ontem na celebração da páscoa do Senhor, estava com meu marido e filhos super feliz...a Igreja lotada, tão linda a missa...depois da comunhão agradeci tanto, tanto estar ali...
Meus filhos, de 15 e 17 anos me acompanharam no tríduo pascal sem reclamar nada, são jovens, as celebrações são super demoradas, mas eles permaneceram fiéis...em nenhum minuto questionaram...
Por isto estava tão feliz ontem, durante a missa, por poder estar ali com minha familia, que presente de Deus!
Mas, quando chegamos em casa, tivemos uma surpresa desagradável...a visita de ladrões...e sabe o que roubaram?
Video game que meninos ganharam no Natal, o netbook que compramos, e suas poucas joinhas, correntinhas que ganharam quando nasceram...
Estamos há um ano desempregados, eu e meu esposo, depois de fecharmos nossa empresa...estamos vivendo da providência e não temos condições de repor o que foi roubado e nossos filhos sabem disto...
O mais velho correu primeiro e viu o que roubaram, seus olhinhos pedindo-me explicação: 
"Mãe porque Jesus não protegeu nossa casa enquanto estávamos na missa?"
Não tenho explicação para ele...disse, "eu também não sei filho...vamos pensar que poderíamos estar aqui e ser muito pior..."
Mas o meu coração, confesso, está doendo muito... agora pela manhã, na missa, chorei muito pedindo a Jesus que nos ajude e que nos permita a Sua Benção, promessa da Palavra de Deus e que nós não estamos sendo merecedores...
Nos últimos seis anos perdemos muita coisa, nome, bens materiais e ainda estamos desempregados...e esta é a terceira vez, nestes cinco anos, que somos furtados...
Depois de ganharmos a indulgência plenária, riqueza tão grande, chegamos em casa e nos deparamos com mais perdas materiais...
Podemos pensar, roubaram supérfluo.. mas não para meninos, sem condições de grandes passeios é a sua diversão e esperaram tanto por este video game, tanto... assim como computador, que aliás continha o livro que estou escrevendo e que não atualizei cópia...todo trabalho perdido... e as joinhas deles, que ganharam de seus padrinhos quando nasceram...
Diante de tantas casas, escolheram a minha, mais uma vez!
Realmente não tenho em quem derramar meu coração, há não ser para Jesus... nós quatro estamos vivendo uma situação em que só Jesus pode nos ajudar, não temos mais ninguém...
Deus tenha piedade de nós e nos ajude, principalmente aos meninos, que os ajude a não perder a fé e desanimem da Caminhada... o meu filho mais velho disse: "Mãe você reza, reza e não tem nenhum vitória!?"
E eu aqui penso, se isto acontece não é jamais por Jesus, mas por mim mesmo, pelas minhas misérias não estou sendo merecedora de que Nosso Senhor olhe para minha familia e perceba as nossas necessidades...
Sinto-me muito pequena em precisar de bens materiais, em dizer que precisamos de um trabalho para poder sustentar nossos filhos... mas Jesus foi sustentado por José, que trabalhou, Ele mesmo tinha seu ofício e sustentou sua mãe depois da morte de José...
Se puder, amado de Deus, reze uma Ave-Maria para mim hoje, para que Jesus console meu coração...
Mas, mesmo depois de tanto apanhar, a minha escolha ainda é Jesus e seu caminho, só Ele é meu único Senhor...que Ele possa tocar o coração do Gil Neto e Lucas e livrá-los de todo desânimo...que Ele possa tocar o meu também e me inspirar atitudes e Palavras que O revele aos meus filhos e esposo...
Deus seja louvado por ter vivido o tríduo com eles... graças a Deus, esta riqueza o inimigo não pode nos roubar!
PAZ!


Segue duas orações para pedir a Mãe da Divina Misericórdia ajuda no sofrimento, tiradas do Diário da Irmã Faustina:


"Mãe de Deus, cuja alma estava mergulhada num mar de amargura, olhai para a Vossa filha e ensinai-a a sofrer e a amar sofrendo. Fortalecei minha alma, que a dor não a quebrante. Ó Mãe da Graça, ensinai-me a viver com Deus!" (D.315)

"Ó Maria, uma espada terrível transpassou hoje vossa santa alma. Além de Deus, ninguém sabe do vosso sofrimento. A vossa santa alma não se abate, mas é corajosa, porque está com Jesus. Doce Mãe, uni meu coração a Jesus, porque só então suportarei todas as provações e experiências e, só em união com Jesus, os meus pequenos sacrifícios serão agradáveis a Deus. Mãe dulcíssima, ensinai-me a vida interior. Que a espada dos sofrimentos nunca me abale. Ó Virgem Pura, derramai coragem no meu coração e velai por ele." (D.915)


quinta-feira, 21 de abril de 2011

Tríduo Pascal - Indugência Plenária!


Amado de Deus,
Para quem participar do tríduo pascal, que se inicia hoje com a Celebração de Lava-pés, e estiver em dia com sua confissão e, ainda, rezar um Creio, um Pai-Nosso e uma Ave-Maria pelas intenções do Santo Padre o Papa Bento XVI, vale indulgência plenária.
Só para lembrar, indulgência plenária significa que ficará livre das penas de todos os pecados confessados.
Qual a pena?
Purgatório.
Não podemos perder esta graça que a Igreja nos oferece, não é mesmo?!?
Lembrando que a indulgência plenária você poderá oferecer para alguém já falecido, ou para alguém que estiver impedido fisicamente de participar do tríduo (estiver no hospital ou doente, etc), ou pode pegar para si. Só não devemos deixar de receber, não é?
Se você ainda não confessou, ainda dá tempo de ir até uma Igreja e procurar a confissão...
Vamos lá, amado de Deus, força e coragem!


PAZ!

Novena à Divina Misericórdia


Amado de Deus, como prometi, vou postar hoje a Novena à Divina Misericórdia que deve ser começada na sexta feira da Paixão.
Segundo nos ensina Irmã Faustina, depois de rezar esta novena na Sexta Feira da Paixão, podemos rezar outras vezes durante o ano.
Esta Novena é rezada juntamente com o terço da Misericórdia.
Portanto, amado de Deus, não perca a oportunidade de rezá-la:


PAZ!




Novena à Divina Misericórdia


"Cada dia conduzirás ao Meu coração um grupo diferente de almas e as mergulharás nesse oceano da Minha Misericórdia. Eu conduzirei todas essas almas à casa do me Pai. Procederás assim nesta vida e na futura. Por minha parte, nada negarei àquelas almas que tu conduzirás à fonte da minha Misericórdia. Cada dia pedirás a meu Pai, pela minha amarga Paixão, graças para essas almas. (Diário nª 1209)


A Novena é rezada junto com o terço da Misericórdia.


Primeiro dia


"Hoje traze-Me a humanidade inteira, especialmente  todos os pecadores e mergulha-os no oceano da minha Misericórdia. Com isso Me consolarás na amarga tristeza em que Me afunda a perda das almas."Misericordiosíssimo Jesus, de quem é próprio ter compaixão de nós e nos perdoar, não olheis os nossos pecados, mas a confiança que depositamos em vossa infinita bondade. Acolhei-nos na mansão do vosso compassivo Coração e nunca nos deixeis sair dele. Nós Vo-lo pedimos pelo amor que vos une ao Pai e ao Espírito Santo.


Eterno Pai, olhai com misericórdia para toda humanidade, encerrada no Coração compassivo de Jesus, mas especialmente para os pobres pecadores. Pela Sua dolorosa Paixão, mostrai-nos a vossa Misericórdia, para que glorifiquemos a onipotência da vossa Misericórdia, por toda a eternidade. Amém. (Diário nº 1210-1211)


Segundo dia:


"Hoje traze-Me as almas dos sacerdotes e religiosos e mergulha-as na minha insondável Misericórdia. Elas Me deram força para suportar a amarga Paixão. Por elas, como por canais, corre para a humanidade a minha Misericórdia."


Misericordiosíssimo jesus, de quem porvém tudo que é bom, aumentai em nós a graça , para que pratiquemos dignas obras de misericórdia, a fim de que aqueles que olham para nós, glorifiquem o Pai da Misericórdia que está no céu.
Eterno Pai, dirigi o olhar da vossa Misericórdia para a porção eleita da vossa vinha: para as almas dos sacerdotes e religiosos. Concedei-lhes o poder da vossa benção e, pelos sentimentos do Coração de vosso Filho, no qual estão encerradas, dai-lhes a força da vossa luz, para que possam guiar os outros nos caminhos da salvação e juntamente com eles cantar a glória da vossa insondável Misericórdia, por toda a eternidade. Amém. (Diário, n. 1212-1213).


Terceiro dia:


"Hoje traz-Me todas as almas piedosas e fiéis e mergulha-as no oceano da Minha Misericórdia. Estas almas consolaram-Me na Via Sacra; foram aquela gora de consolações em meio ao mar de amarguras."
Misericordiosíssimo Jesus, que concedeis prodigamente todas as graças do tesouro da vossa Misericórdia, acolhei-nos na mansão do vosso compassivo Coração e não os deixeis sair dele pelos séculos; suplicamo-Vos pelo amor inconcebível de que está inflamado o vosso Coração para com o Pai Celestial.


Eterno Pai, olhai com Misericórdia para as almas fiéis, como a herança do vosso Filho. Pela sua dolorosa Paixão concedei-lhes a vossa benção e cercai-as da vossa incessante proteção, para que não percam o amor e o tesouro da santa fé, mas com toda a multidão dos Anjos e dos Santos glorifiquem a vossa imensa Misericórdia, por toda a eternidade. Amém. (diário 1214-1215)


Quarto dia:


"Hoje traz-Me os pagãos e aqueles que ainda não me conhecem e nos quais pensei na minha amarga Paixão. O seu futuro zelo consolou o meu Coração. Mergulha-os no mar da minha Misericórdia."


Misericordiosíssimo Jesus, que sois a luz de todo o mundo, aceitai na mansão do vosso compassivo Coração as almas dos pagãos que ainda não Vos conhecem. Que os raios da vossa graça os iluminem para que também eles, juntamente conosco, glorifiquem as maravilhas da vossa Misericórdia e não os deixeis sair da mansão do vosso compassivo Coração.


Eterno Pai, olhai com Misericórdia para as almas dos pagãos e daqueles que ainda não Vos conhecem e que estão encerrados no Coração compassivo de Jesus. Atraí-as à Luz do Evangelho. Essas almas não sabem que grande felicidade é amar-Vos. Fazei com que também elas glorifiquem a riqueza da vossa Misericórdia, por toda a eternidade. Amém. ( D. 1216-1217)


Quinto dia:


"Hoje traz-Me as almas dos Cristãos separados da Unidade da Igreja e mergulha-as no mar da minha Misericórdia. Na minha amarga Paixão dilaceravam o meu Corpo e o meu Coração, isto é, a minha Igreja. Quando voltam à unidade da Igreja, cicatrizam-se as minhas chagas e dessa maneira eles aliviam a minha Paixão."


Misericordiosíssimo Jesus que sois a própria Bondade, Vós não negais a luz àqueles que Vos pedem, aceitai na mansão do vosso compassivo Coração as almas dos nossos irmãos separados, e atraí-os pela vossa luz  à unidade da Igreja e não os deixeis sair da mansão do vosso compassivo Coração, mas fazei com que também eles glorifiquem a riqueza da vossa Misericórdia.


Eterno Pai, olhai com Misericórdia para as almas dos nossos irmãos separados que esbanjaram os vosso bens e abusaram das vossas graças, permanecendo teimosamente nos seus erros. Não olheis pra os seus erros, mas para o amor do vosso Filho e para a sua amarga Paixão, que suportou por eles, pois também ele estão encerrados no Coração compassivo de Jesus. Fazei com que também eles glorifiquem a vossa Misericórdia por toda a eternidade. Amém. (D.1218-1219)


Sexto dia:


"Hoje traz-me as almas mansas, assim como as almas das criancinhas, e mergulha-as na minha Misericórdia. Estas almas são as mais semelhantes ao meu Coração. Elas reconfortaram-Me na minha amarga Paixão da minha agonia. Eu as vi quais anjos terrestres que futuramente iriam velar junto aos meus altares. Sobre elas derramo torrentes de graças. Só a alma humilde é capaz de aceitar a minha graça; às almas humildes favoreço com a minha confiança."


Misericordiosíssimo Jesus, que dissestes: "Aprendei de Mim que sou manso e humilde de coração", aceitai na mansão do vosso compassivo Coração as almas mansas e humildes e as almas das criancinhas. Estas almas encantam o Céu todo e são a especial predileção do Pai Celestial, são como um ramalhete diante do trono de Deus, com cujo perfume o próprio Deus se deleita. Estas almas têm a mansão permanente no Coração compassivo de Jesus e cantam sem cessar um hino de amor e misericórdia pelos séculos.


Eterno Pai, olhai com Misericórdia para as almas mansas e humildes e para as almas das criancinhas, que estão encerradas na mansão compassiva do
Coração de Jesus. Estas almas são as mais semelhantes a vosso filhos; o perfume destas almas eleva-se da Terra e alcança o vosso trono. Pai de Misericórdia e de toda bondade, suplico-vos pelo amor e predileção que tendes para com estas almas, abençoai o mundo todo, para que todas as almas cantem juntamente a glória à vossa Misericórdia, por toda a eternidade. Amém. (D, 1220-1223)



Sétimo dia:


"Hoje traze-Me as amas que veneram e glorificam de maneira especial a minha Misericórdia e mergulha-as na minha Misericórdia. Estas almas foram as que mais sofreram por causa da minha Paixão e penetraram mais profundamente no meu espírito. Elas são a imagem viva do meu Coração compassivo. Estas amas brilharão com especial fulgor na vida futura. Nenhuma delas irá para o fogo do Inferno; defenderei cada uma delas de maneira especial na hora da morte."


Misericordiosíssimo Jesus, cujo Coração é o próprio amor, aceitai na mansão do vosso compassivo Coração as almas que honram e glorificam de maneira especial a grandeza da vossa Misericórdia. Estas almas tornadas poderosas pela força do próprio Deus, avançam entre penas e adversidades, confiando na vossa Misericórdia. Estas almas estão unidas com jesus e carregam sobre os seus ombros a humanidade toda. Elas não serão julgadas severamente, mas a vossa Misericórdia as envolverá no momento da morte.


Eterno Pai, olhai com Misericórdia pra as almas que glorificam e honram o vosso maior atributo, isto é, a vossa inescrutável Misericórdia; elas estão encerradas no Coração compassivo de Jesus. Estas almas são o Evangelho vivo e as suas mãos estão cheias de obras de misericórdia; suas almas repletas de alegria cantam um hino de misericórdia ao Altíssimo. Suplico-Vos, ó Deus, mostrai-lhes a vossa Misericórdia segundo a esperança e confiança que em Vós colocaram. Que se cumpra nelas a promessa de Jesus, que disse: "As almas que veneram a minha insondável Misericórdia, Eu mesmo as defenderei durante a vida, especialmente na hora da morte, como minha glória." Amém. (D, 1224-1225)


Oitavo dia:


"Hoje traze-Me as almas que se encontram na prisão do Purgatório e mergulha-as no abismo da minha Misericórdia; que as torrentes do meu Sangue refresquem o seu ardor. Todas estas almas são muito amadas por Mim, pagam as dívidas à minha Justiça. Está em teu alcance trazer-lhe alívio. Tira do tesouro da minha Igreja todas as indulgências e oferece-as por elas. Ó, se conhecesses o seu tormento, incessantemente oferecerias por elas as esmolas do espírito e pagarias as suas dívidas à minha Justiça."


Misericordiosíssimo Jesus, que dissestes que quereis misericórdia, eis que estou trazendo à mansão do vosso compassivo Coração as almas do Purgatório, almas que Vos são muito queridas e que no entanto devem dar reparação à vossa Justiça; que as torrentes de Sangue e Água que brotaram do vosso Coração apaguem as chamas do fogo do Purgatório, para que também ali seja glorificado o poder da vossa Misericórdia.
Eterno Pai, olhai com Misericórdia para as almas que sofrem no Purgatório e que estão encerradas no Coração compassivo de Jesus. Suplico-Vos que, pela dolorosa Paixão de Jesus, vosso Filho, e por toda a amargura de que estava inundada  a sua Alma santíssima, mostreis vossa Misericórdia às almas que se encontram sob olhar da vossa Justiça; não olheis para elas de outra forma senão através das Chagas de Jesus, vosso Filho muito amado, porque nós cremos que a vossa bondade e Misericórdia são incomensuráveis. Amém. (D.1226-1227)


Nono dia:


"Hoje traze-Me as almas tíbias e mergulha-as no abismo da minha Misericórdia. Estas almas ferem mais dolorosamente o meu Coração. foi da alma tíbia que a minha Alma sentiu repugnância no Horto. Elas levaram-Me a dizer: Pai afasta de Mim este cálice, se assim for a vossa vontade. Para elas, a última tábua de salvação é recorrer a minha Misericórdia."


Ó compassivo Jesus, que sois a própria Compaixão, trago à mansão do vosso compassivo Coração as almas tíbias; que se aqueçam no fogo do vosso amor puro estas almas geladas, que, semelhantes a cadáveres, Vos enchem de tanta repugnância. Ó Jesus, muito compassivo, usai a onipotência da vossa Misericórdia e atraí-as até o fogo do vosso amor e concedei-lhes o amor santo, porque Vós tudo podeis.


Eterno Pai, olhai com Misericórdia para as almas tíbias e que estão encerradas no Coração compassivo de Jesus. Pai de Misericórdia, suplico-Vos pela amargura da Paixão do vosso e por sua agonia de três horas na Cruz, permiti que também elas glorifiquem o abismo da vossa Misericórdia...Amém. (D.1228-1229)




P.S: Em cada dia da novena, após a oração própria do dia, rezar o terço da Misericórdia. No post da Novena à Mãe da Divina Misericórdia você encontrará o terço da Misericórdia, caso não saiba rezá-lo.




PAZ!

Deus te vê!

Oi amado de Deus.
Depois de assistir a este vídeo resolvi postá-lo para voce  que se sente "invisível" acreditando que sempre está fazendo e ninguém nunca reconhecendo...
Para voce que tudo faz a espera um reconhecimento nesta vida, das pessoas que te cercam, entender que Deus te vê sempre, se alegra com seu trabalho, reconhece todo o amor que voce deposita em cada gesto, em cada oferecimento, em cada serviço em prol da sua familia, dos amigos, da comunidade...mesmo que ninguém nunca te diga obrigado!
Faça tudo para Deus, aprenda a contar apenas com Ele, com Seu Sorriso, com Sua Acolhida...Deus quer estar a par de tudo o que voce faz, todos os seus planos e projetos...
Lembro certa vez que uma mulher, dirigindo-se ao meu grupo de oração, disse estar vivendo uma profunda depressão e decepção com sua familia...todos os dias, quando abria a geladeira para escolher o que preparar nas refeições tinha vontade de sumir...então me lembro que falei para ela: "a partir de hoje a senhora não vai mais cozinhar para sua familia, mas sim para Jesus...todas as vezes que abrir a geladeira, pense no que  gostaria de preparar para nosso Senhor, coloque todo o amor necessário para cozinhar para Ele...quando for arrumar a casa, as camas, pense que está arrumando para Jesus, para que Ele se alegre com seu trabalho, com o amor que dedica a sua familia, por Ele, com Ele e para Ele...eu mesmo faço assim, tudo o que minhas mãos preparam sempre, sempre, dedico a Jesus...faço por você Senhor!" E, amado de Deus, conforme o Espirito Santo me inspirava, percebiamos nela um "iluminar" na face, um leve sorriso, uma saída para sua vida até então sem sentido: JESUS, Ele deve ser o único sentido de nossa vida...as pessoas que nos cercam, trazem Jesus dentro delas, faça tudo para que Ele se sinta feliz no coração destas pessoas, e dará um novo sabor ao seu trabalho...
Perca um minutinho do seu tempo e assista o vídeo, vale a pena!
PAZ!



quarta-feira, 20 de abril de 2011

Novena à Mãe da Divina Misericórdia



Oi amado de Deus,
A novena da Divina  Misericórdia e da Mãe da Divina Misericórdia é para ser iniciada na sexta feira da paixão.
As duas novenas são acompanhadas do terço da Misericórdia e ambas ditadas por Jesus à Irmã Faustina.
Hoje vou postar a Novena à Mãe da Divina Misericórdia e amanhã posto a Novena à Divina Misericórdia.
Amigo de Deus, esta semana é de muita graça, não disperdicemos o auxílio do céu, que tanto quer nos ajudar e fica a espera de oportunidades que nós mesmos abrimos em nossa vida para derramar bençãos divinas sobre nós.
A quarta feira da semana santa é o dia conhecido como dia das trevas, pois foi neste dia que Judas Iscariotes acertou o preço de trinta moedas para entregar Jesus. (Mt26, 14-25)
Em contrapartida ao empenho das trevas em escurecer a nossa alma, nos levando a trair o amor de Jesus, buscando o mundo nestes dias que devemos dedicar à Ele todo o nosso amor e atenção, nos levando, ainda, a ignorar por completo o sacrifício de Jesus na cruz para nos salvar,  vamos clamar a Mãe da Divina Misericórdia a Sua Proteção eficaz, para nos garantir a vivência sincera e real desta Semana Santa, principalmente do tríduo pascal, que se inicia amanhã, na missa do Lava-pés.
Com a ajuda de Nossa Mãe, digamos NÃO as investidas de satanás e SIM a Jesus!
Achei tão bonitinho ontem, meu filho mais velho, aos 18 anos, dizendo: "Mãe, meus amigos estão planejando tantas coisas para estes dias, mas não posso ir porque temos que ir à Igreja, né?" e eu respondi "É filho, não pode mesmo, nosso compromisso estes dias é com Jesus e Seu Santo Sofrimento."
Vai então o mesmo conselho a você, amado de Deus: nestes dias, empenhe-se em dedicar seu coração ao único digno de todo amor: 
JESUS nosso Rei e Senhor!


Novena à Mãe da Divina Misericórdia


Mãe da Divina Misericórdia, a vós me dirijo como a minha Mãe, em todas as dores que sofro e em todas as necessidades da minha vida.
Por isso, em todo momento, de noite ou de dia, valei-me com o vosso socorro.
Concedei-me a graça  que por vossa intercessão ardentemente desejo.
E quando soar a hora da morte, valei-me, Mãe querida.


Rezar o terço da Misericórdia:
1 Creio
1 Pai-nosso
1 Ave-Maria
1 Glória
Nas contas grandes:
Eterno Pai, eu vos ofereço o Corpo e o Sangue, a alma e a divindade de Vosso Filho, Nosso Senhor Jesus Cristo, em expiação dos nossos pecados e dos do mundo inteiro.
Nas contas pequenas:
Pela sua dolorosa Paixão, tende piedade de nós e do mundo inteiro.
No final:
Deus Santo, Deus Forte, Deu Imortal, tende piedade de nós e do mundo inteiro (3x).






PAZ!

segunda-feira, 18 de abril de 2011

Reflita sobre sua alma nesta Semana Santa!





Oi Amigo de e Amado de Deus, 

A Semana Santa é o momento de fazermos uma reflexão sobre nós e nosso relacionamento com Nosso Senhor Jesus Cristo. 

Cada um deve se colocar sozinho diante do Crucifixo, diante da imagem de Nossa Senhora das Dores, e esquecer o mundo inteiro.

Diante de Deus, fazer esta pergunta: eu tenho consciência do que custou a minha salvação?

Tenho idéia das dores que custaram as graças todas que tenho recebido?

Tenho idéia de que, no alto da Cruz, Nosso Senhor Jesus Cristo pensou nominalmente em cada homem, desde o começo até o fim do mundo?

E que, portanto, eu passei pela mente divina d’Ele, com pensamento de misericórdia, de bondade e de salvação?

Ele viu a minha alma, viu minha pessoa.

Ele amou o meu ser, criado por Ele, e se imolou num ato de amor, porque quis minha salvação. Tenho idéia de que a minha salvação custou tudo isso?

Tenho idéia do modo pelo qual eu tenho correspondido a isso? Tenho idéia do que tem sido a minha ingratidão?

Quantas faltas cometidas, muitas vezes por imprudência, simplesmente porque não quis evitar uma ocasião de pecado, porque eu não quis fazer uma pequena mortificação!

Pecando, peguei o Sangue de Cristo e o joguei na sarjeta. Sangue derramado por mim, e mesmo assim eu me pus em condições de perdição.

E Deus ainda me tolerou nesta vida, me suportou e me esperou com outras graças novas, ainda maiores do que aquelas graças que eu tinha recebido.

E agora estou mais uma vez no momento da Semana Santa, uma ocasião de graças.

O peito de Nosso Senhor Jesus Cristo está aberto, jorrando misericórdia para mim e chamando-me à contrição, à penitência, à reconciliação magnífica com Ele.

Há uma efusão de bondade e de carinho, como eu jamais poderia imaginar.

Na Semana Santa, minha primeira preocupação deve ser a de pensar na minha alma.

Pensar sem temor, sem pânico, porque Deus é o Pai de Misericórdia e Nossa Senhora é a Mãe e canal de todas as misericórdias.

Pensar com seriedade, pensar a fundo. Colocar-me diante do Sangue de Cristo que corre, avaliar o que eu fiz desse sangue.

Não posso mais continuar indiferente a este Amor que jorra no alto de uma cruz, preciso mudar, preciso me arrepender, preciso assumir este amor em minha história...

Não posso mais viver a Semana Santa como um simples "feriadão" e me entregar aos prazeres do mundo, mas preciso viver a Semana Santa com Jesus, aos pés de Sua Cruz, junto com Maria, sua mãe e seus amigos...

Quem me garante seja esta a última Semana Santa da minha vida, como não vivê-la com todo o meu coração? Não posso perder a oportunidade de estar com Jesus, de pensar em minha alma, de apresentar para Ele minhas fraquezas, de permitir que o "Sangue e àgua" que jorrará, mais uma vez, da Cruz, caia sobre minhas misérias e modifique, de uma vez por todas, a minha história e me faça feliz!

Mesmo se você não participou do Domingo de Ramos, amado de Deus, ainda há tempo...

Procure um Sacerdote e faça uma boa confissão. Depois compre seu círio pascal. Na Igreja próximo a sua casa, procure saber a programação do tríduo pascal.

Participar do tríduo pascal te concede indulgência plenária...sabe bem que graça enorme é este benefício da Igreja...(procure aqui o post de 15 e 14 de fevereiro deste ano, onde faço uma pequena explicação sobre indulgência).


Celebração Lava-pés, Adoração ao Santissimo Sacramento, Celebração da Cruz, Procissão do Senhor Morte, Celebração do Sábado Santo e Celebração da Pascoa...viva, amado de Deus, viva intensamente em sua Paróquia esta Semana Santa e tenha certeza que maravilhas o Senhor vai operar em seu coração e em sua vida!


PAZ!




domingo, 17 de abril de 2011

Ùltimas Palavras de Jesus antes de sua Paixão, segundo São João



 

Oi amigo de Deus!

Este último Evangelista, João, mais detalhista de todos narra com muitos detalhes o diálogo de Jesus e seus apóstolos momentos antes de ser preso. Narra todo o episódio da Instituição da Eucaristia até a sua morte na cruz em sete capítulos.
Também este Evangelista foi o escolhido por Jesus para cuidar de sua Mãe Maria e, conforme sua narrativa, este foi o único apóstolo que não o abandonou no momento da crucificação.
O discípulo que Jesus mais amava, hoje nos convida a assumir o seu lugar, ser e sentir-se este discípulo amado de Jesus, pelo qual Ele deu a sua vida...
Ouça Jesus, discípulo amado, ouça com todo o seu amor...
PAZ!

Evangelho segundo São João, 13-20




1. “O que faço não compreendes agora, mas o compreenderás mais tarde.” (13,6b)

2. “Se eu não te lavar, não terás parte comigo.” (13,8)

3. “Quem se banhou não tem necessidade de se lavar, porque está inteiramente puro. Vós também estais puros, mas nem todos.” (13, 10)

4. “Compreendeis o que vos fiz? Vós me chamais Mestre e Senhor, e dizeis bem, pois eu o sou. Se, portanto, eu, o Mestre e Senhor, vos lavei os pés, também deveis lavar-vos os pés uns a aos outros. Dei-vos o exemplo para que, como eu vos fiz, também vós o façais.” (12-15)

5. “Em verdade, em verdade vos digo o servo não é maior do que o seu senhor, nem o enviado maior do que quem o enviou. Se compreenderdes isso e o praticardes, felizes sereis. Não falo de todos vós; eu conheço os que escolhi. Mas é preciso que se cumpra a Escritura: Aquele que come o meu pão levantou contra mim o seu calcanhar. Digo-vos isso agora antes que aconteça, para que, quando acontecer, creiais que Eu, Eu sou. Em verdade, em verdade vos digo: quem recebe aquele que eu enviar, a mim recebe e quem me recebe, recebe aquele que me enviou.” (16-10)

6. “Em verdade, em verdade vos digo, um de vós me entregará.” (21b)

7. “É aquele a quem eu der o pão que umedecerei no molho.” (26)

8. “Faze depressa o que estás fazendo.” (27b)

9. “Agora o Filho do Homem foi glorificado e Deus foi glorificado nele. Se Deus foi nele glorificado Deus também o glorificará em si mesmo e o glorificará logo. Filhinhos, por pouco tempo ainda estou convosco. Vós me procurareis e, como eu havida dito aos judeus agora também vo-lo digo: Para onde vou não podeis ir. Dou-vos um mandamento novo que vos ameis uns aos outros como eu vos amei, amai-vos também uns aos outros. Nisto reconhecerão todos que sois meus discípulos se tiverdes amor uns pelos outros.” (31-35)

10. “Não podes seguir-me agora aonde vou, mas me seguirás mais tarde.” (36b)

11. “Darás a vida por mim? Em verdade, em verdade te digo: o galo não cantará sem que me renegues três vezes.” (38)

12. “Cesse de perturbar-se o vosso coração! Credes em Deus, crede também em mim. Na casa do meu Pai há muitas moradas. Se não fosse assim, eu vos teria dito, pois vou preparar-vos um lugar, e quando for e vos tiver preparado o lugar ,virei novamente e vos levarei comigo, afim de que, onde eu estiver, estejais vós também .E, para onde vou, conheceis o caminho.” (14,1-4)

13. “Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida. Ninguém vem ao Pai a não ser por mim. Se me conheceis, também conhecereis meu Pai. Desde agora o conheceis e o vistes.” (6-7)

14. “Há tanto tempo estou convosco e tu não me conheces,Felipe?” (9)

15. “Quem me vê, vê o Pai. Como podes dizer: “Mostra-nos o Pai? Não crês que estou no Pai e o Pai está em mim? As Palavras que vos digo, não as digo por mim mesmo, mas o Pai que permanece em mim, realiza suas obras. Crede-me: eu estou no Pai e o Pai em mim. Crede-o, ao menos, por causa dessas obras. Em verdade, em verdade, vos digo: quem crê em mim fará as obras que faço e fará até maiores do que elas, porque vou para o Pai. E o que pedirdes em meu nome, eu o farei a fim de que o Pai seja glorificado no Filho. Se me pedirdes algo em meu nome, eu o farei a fim de que o Pai seja glorificado no Filho. Se me pedirdes algo em meu nome eu o farei. Se me amais, observareis meus mandamentos, e rogarei ao Pai e ele vos dará outro Paráclito, para que convosco permaneça para sempre, o Espirito da Verdade, que o mundo não pode acolher, porque não o vê nem o conhece. Vós o conheceis, porque permanece convosco. Não vos deixareis órfãos. Eu virei a vós. Ainda um pouco e o mundo não mais me verá, mas vós me vereis porque eu vivo e vós vivereis. Nesse dia compreendereis que estou em meu Pai e vós em mim e eu em vós. Quem tem meus mandamentos e os observa é que me ama; e quem me ama será amado por meu Pai. Eu o amarei e me manifestarei a ele.” (9-21)

16. “Se alguém me ama guardará a minha Palavra e o meu Pai o amará e a ele viremos e nele estabeleceremos morada. Quem não me ama não guarda as minhas palavras, e a minha palavra não é minha, mas do Pai que me enviou. Estas coisas vos disse estando entre vós. Mas o Paráclito, o Espírito Santo que o Pai enviará em meu nome vos ensinará tudo e vos recordará tudo o que vos disse. Deixo-vos a paz, minha paz vos dou; não vo-la dou como o mundo a dá. Não se perturbe nem se intimide o vosso coração. Vós ouvistes o que vos disse: Vou e retorno a vós. Se me amasseis, ficaríeis alegres por eu ir para o Pai, porque o Pai é maior do que eu. Eu vo-lo disse agora, antes que aconteça, para que, quando acontecer, creiais. Já não conversareis muito convosco, pois o príncipe deste mundo vem; contra mim, ele nada pode, mas é preciso que o mundo saiba que eu amo o Pai e faço como o Pai me ordenou. Levantai-vos! Saiamos daqui!” (23-31)

17. “Eu sou a videira e meu Pai o agricultor. Todo ramo em mim que não produz fruto ele o corta e todo o que produz fruto ele o poda, para que produza mais fruto ainda. Vós já estais puros, por causa da palavra que vos fiz ouvir. Permanecei em mim, como e em vós. Como o ramo não pode dar fruto por si mesmo, se não permanece na videira, assim também vós, se não permanecerdes em mim. Eu sou a videira e vós os ramos. Aquele que permanece em mim e eu nele produz muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer. Se alguém não permanece em mim é lançado fora, como o ramo, e seca; tais ramos são recolhidos, lançados ao fogo e se queimam. Se permanecerdes em mim e minhas palavras permanecerem em vós pedi o que quiserdes e vós o tereis. Meu Pai é glorificado quando produzis muito fruto e vos tornais meus discípulos. Assim como o Pai me amou também eu vos amei. Permanecei em meu amor. Se observais meus mandamentos permanecereis no meu amor, como guardei os mandamentos de meu Pai e permaneço no seu amor. Eu vos digo isso para que a minha alegria esteja em vós e vossa alegria seja plena. Este é meu mandamento: amai-vos uns aos outros como eu vos amei. Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a vida por seus amigos. Vós sois meus amigos, se praticais o que vos mando. Já não vos chamo servos, porque o servo não sabe o que seu senhor faz; mas vos chamo de amigos, porque tudo o que ouvi de meu Pai vos dei a conhecer. Não fostes vós que me escolhestes, mas fui eu que vos escolhi e vos designei para irdes e produzirdes fruto e para que vosso fruto permaneça, afim de que tudo o que pedirdes ao Pai em meu nome ele vos dê. Isto vos mando: amai-vos uns aos outros.” (15, 1-17)

18. “Se o mundo vos odeia, sabei que , primeiro, me odiou a mim. Se fôsseis do mundo, o mundo amaria o que era seu; mas, porque não sois do mundo e minha escolha vos separou do mundo, o mundo, por isso, vos odeia. Lembrai-vos da palavra que vos disse: O servo não é maior do que seu senhor. Se eles me perseguiram também vos perseguirão; se guardam minha palavra, também guardarão a vossa. Mas tudo isso eles farão contra vós, por causa do meu nome, porque não conhece quem me enviou. Se eu não tivesse vindo e não lhes houvesse falado, não seriam culpados de pecado; mas agora não tem desculpa para seu pecado. Quem me odeia, odeia também meu Pai. Se eu não tivesse feito entre eles a obra que nenhum outro fez, não seriam culpados de pecado; mas eles viram e nos odeiam, a mim e a meu Pai. Mas é para que se cumpra a palavra escrita na Lei: Odiaram-me sem motivo. Quando vier o Paráclito que vos enviarei de junto do Pai, o Espírito da Verdade, que vem do pai, dará testemunho de mim. E vós também dareis testemunho, porque estais comigo desde o princípio.” (18-27)

19. “Digo-vos isto para que não vos escandalizeis. Expulsar-vos-ão das sinagogas. Mas ainda: virá a hora em que aquele que vos matar julgará realizar ato de culto a Deus. E isso farão porque não reconhecem o Pai nem a mim. Mas digo tais coisas para que, ao chegar a sua hora vos lembreis de que vo-las disse.” (16, 1-4)

20. “Não vos disse desde o princípio porque estava convosco. Agora, porém, vou para aquele que me enviou e nenhum de vós me pergunta: Para onde vais? Mas porque vos disse isso, a tristeza encheu vossos corações. No entanto, eu vos digo a verdade: é de vosso interesse que eu parta, pois, se não for, o Paráclito não virá a vós. Mas se for, enviá-lo-ei a vós. E quando ele vos vier, estabelecerá a culpabilidade do mundo a respeito do pecado, da justiça e do julgamento: do pecado, porque não crêem em mim; da justiça, porque vou para o Pai e não mais me vereis; do julgamento porque o príncipe deste mundo está julgado. Tenho ainda muito que vos dizer, mas não podeis agora suportar. Quando vier o Espírito da Verdade, ele vos guiará na verdade plena, pois não falará de si mesmo, mas dirá tudo o que tiver ouvido e vos anunciará as coisas futuras. Ele me glorificará porque receberá do que é meu e vos anunciará. Tudo o que o Pai tem é meu. Por isso vos disse: ele receberá do que é meu e vos anunciará.” (5-15)

21. “Um pouco de tempo e já não me vereis, mas um pouco de tempo ainda e me vereis.” (16)

22. “Vós vos interrogais sobre o que eu disse: Um pouco de tempo e já não me vereis, mais um pouco ainda e me vereis? Em verdade, em verdade, vos digo: chorareis e vos lamentareis, mas o mundo se alegrará. Vós vos entristecereis , mas a vossa tristeza se transformará em alegria. Quando a mulher está para dar a luz, entristece-se porque sua hora chegou; quando, porém, dá à luz a criança já não se lembra dos sofrimentos, pela alegria de ter vindo ao mundo um homem. Também vós, agora, estais tristes; mas vos verei de novo e vosso coração e alegrará e ninguém vos tirará vossa alegria. Neste dia nada me perguntareis. Em verdade, em verdade, vos digo: o que pedirdes ao Pai em meu nome Ele vos dará. Até agora, nada pedistes em meu nome; pedi e recebereis para que a vossa alegria seja completa. Disse-vos essas coisas por figuras. Chega a hora em que já não vos falareis em figuras, mas claramente vos falarei do Pai. Nesse dia, pedireis em meu nome e não vos digo que intervirei junto ao Pai por vós, pois o próprio Pai vos ama, porque me amastes e crestes que vim de Deus. Saí do Pai e vim ao mundo; de novo deixo o mundo e vou ao Pai.” (19-28)

23. “Credes agora? Eis que chega a hora – e ela chegou- em que vos dispersareis, cada um para o seu lado, e me deixareis sozinho. Mas eu não estou só, porque o Pai está comigo. Eu vos disse tais coisas para aterdes paz em mim. No mundo tereis tribulação, mas tende coragem: eu venci o mundo.” (31-33)

24. “Pai chegou a hora: glorifica o teu Filho para que teu Filho te glorifique, e que , pelo poder que lhe deste sobre toda carne, ele dê a vida eterna a todos os que lhe deste! Ora, a vida eterna é esta: que eles te conheçam a ti, o único Deus verdadeiro e aquele que enviaste, Jesus Cristo. Eu te glorifiquei na terra, conclui a obra que me encarregaste de realizar. E agora, glorifica-me, Pai, junto de ti, como a glória que tinha junto de ti, antes que o mundo existisse. Manifestei o teu nome aos homens que do mundo me dêste. Eram teus e os deste a mim e eles guardaram tua palavra. Agora reconheceram que tudo o que me deste vem de ti, porque as palavras que me deste eu as dei a eles, e eles as acolheram e reconheceram verdadeiramente que sai de junto de ti e creram que me enviaste. Por eles eu rogo; não rogo pelo mundo mas pelos que me deste, porque são teus, e tudo o que é meu é teu, e tudo o que é teu é meu, e neles sou glorificado. Já não estou no mundo; mas eles permanecem no mundo e eu volto a ti. Pai Santo, guarda-os em teu nome que me deste, para que sejam um como nós. Quando eu estava com eles, guardava-os em teu nome que me deste; guardei-os e nenhum deles se perdeu; exceto o filho da perdição para cumprir-se a Escritura. Agora, porém, vou para junto de ti e digo isso no mundo, a fim de que tenham em si minha plena alegria. Eu lhes dei tua palavra, mas o mundo os odiou, porque não são do mundo. Não peço que os tireis do mundo, mas que os guardeis do Maligno. Eles não são do mundo, como eu não sou do mundo. Santifica-os na verdade; tua palavra é verdade. Como tu me enviaste ao mundo também eu os enviei ao mundo.
E, por eles, a mim mesmo me santifico para que sejam santificados na verdade. Não rogo somente por eles, mas pelos que, por meio de sua palavra, crerão em mim, a fim de que todos sejam um. Como tu, Pai, estás em mim e eu em ti, que eles estejam em nós, para que o mundo creia que tu me enviaste. Eu lhes dei a glória que me deste para que sejam um, como nos somos um: Eu neles e tu em mim, para que sejam perfeitos na unidade e para que o mundo reconheça que me enviaste e os amaste como amaste a mim. Pai, aquele que me deste quero que, onde eu estiver, também eles estejam comigo, para que contemplem minha glória, que me deste , porque me amaste antes da fundação do mundo. Pai justo, o mundo não te conheceu, mas eu te conheci e estes reconheceram que tu me enviaste. Eu lhes dei a conhecer o teu nome e lhes darei a conhecê-lo, a fim de que o amor com que me amaste esteja neles e eu neles.” (17, 1-26)

25. “A quem procurais?” (18,4b)

26. “Sou Eu.” (18,5b)

27. “A quem procurais?” (18,7)

28. “Eu vos disse que sou eu. Se, então, é a mim que procurais, deixai que estes se retirem, a fim de que se realizar a palavra que diz: Não perdi nenhum dos que me deste.”(8)

29. “Embainha tua espada. Deixarei eu de beber o cálice que o Pai me deu?” (11)

30. “Falei abertamente ao mundo. Sempre ensinei na sinagoga e no Templo, onde se reúnem todos os judeus; nada falei as escondidas. Por que me interrogas? Pergunta aos que ouviram o que lhes ensinei; eles sabem o que eu disse.” (20-21)

31. “Se falei mal, testemunha sobre o mal; mas se falei bem, por que me bates?” (23)

32. “Falas assim por ti mesmo ou outros te disseram isso de mim?” (34)

33. “Meu reino não é deste mundo. Se meu reino fosse deste mundo, meus súditos teriam combatido para que eu não fosse entregue aos judeus. Mas meu reino não é daqui.” (36)

34. “Tu o dizes: eu sou o Rei. Para isso nasci e para isto vim ao mundo: para dar testemunho da verdade. Quem é da verdade escuta minha voz.’ (37)

35. “Não tereis poder algum sobre mim, se não te fosse dado do alto; por isso, quem a ti me entregou tem maior pecado.’ (19,11)

36. “Mulher eis aí teu Filho!” (26)

37. “Eis ai a tua mãe!” (27)

38. “Tenho sede!” (28)

39. “Está consumado!” (30)

PAZ!

sábado, 16 de abril de 2011

Últimas Palavras de Jesus antes da sua morte, segundo Lucas.



              Oi Amado de Deus!
São Lucas é menos econômico que Marcos Matheus, como médico ele é mais detalhista e relata diálogos íntimos de Jesus com seus amigos.
Sem contar que Lucas não é testemunha ocular, como os demais Evangelistas, ele descreve o que ouviu dos apóstolos e discípulos de Jesus e, principalmente, o que ouviu de Maria, nossa mãe e Senhora.
Estes "amigos" de Jesus sou eu, é você, somos todos nós que o amamos, adoramos e que temos no coração o desejo profundo de fazer a Vontade do Pai, um desejo profundo de que esta vontade se cumpra em nossa vida.
Então, amigo de Deus, vamos ouvir o que o Senhor nos falou antes de morrer?


Evangelho Segundo São Lucas, 22,23:


1. "Desejei ardentemente comer esta páscoa convosco antes de sofrer, pois eu vos digo que já não comerei até que ela se cumpra no Reino de Deus" (22, 15-16)


2. "Tomai isto, e reparti entre vós, pois eu vos digo que doravante não beberei do fruto da videira até que venha o Reino de Deus." (17b-18)


3. " Isto é o meu corpo que é dado por vós. Fazei isto em minha memória." (19b)


4. "Essa taça é a Nova Aliança em meu sangue, que é derramado por vós." (20b)


5. "Eis, porém, que a mão que me trai está comigo, sobre a mesa. O Filho do Homem vai, segundo o que foi determinado, mas ai daquele homem por quem ele for entregue!" (22)


6. "O rei das nações as dominam, e os que as tiranizam são chamados Benfeitores. Quanto a vós, não deverá ser assim, pelo contrário, o maior dentre vós torne-se  com o mais jovem, e o que governa como aquele que serve. Pois, qual é o maior: o que está à mesa, ou aquele que serve? Não é aquele que está à mesa? Eu porém estou no meio de vós como aquele que serve!" (24-27)


7. "Vós permanecestes constantemente comigo em minhas tentações; também eu disponho para vós o Reino, como meu Pai, o dispôs para mim, a fim de que comais e bebais à minha mesa em meu Reino, e vos senteis em tronos para julgar as doze tribos de Israel." (28-30)


8. "Simão, simão, eis que Satanás pediu insistentemente para vos peneirar como trigo; eu porém, orei por ti, a fim de que tua fé não desfaleça. Quando, porém, te converteres, confirma teus irmãos." (31-32)


9. "Pedro, eu te digo, o galo não cantará hoje sem que por três vezes tenhas negado conhecer-me." (33b)


10. "Quando vos enviei sem bolsa, nem alforje, nem sandálias, faltou-vos alguma coisa?" (35)


11. "Agora, porém, aquele que tem uma bolsa tome-a, como também aquele que tem um alforje; e quem não tiver uma espada, venda seu manto para comprar uma. Pois eu vos digo, é preciso que se cumpra em mim o que está escrito: ele foi contado entre os iníquos. Pois também o que me diz respeito tem um fim." (36-37)


12. "É suficiente!" (38b)


13. "Orai para não entrardes em tentação"(40b)


14. "Pai, se queres, afasta de mim este cálice! contudo, não a minha vontade, mas a tua seja feita!" (42)


15. " Por que estais dormindo? Levantai-vos e orai, para que não entreis em tentação" (46b)


16. "Judas, com um beijo entregas o Filho do Homem?" (48b)


17. "Deixai! Basta!" (51b)


18. "Como a um ladrão saiste com espadas e paus? Eu estava convosco no Templo todos os dias e não pusestes a mão sobre mim. Mas é a vossa hora, e o poder das Trevas." (52-53)


19. "Se vos disser, não acreditareis, e se eu vos interrogar, não respondereis. Mas, doravante, o Filho do Homem estará sentando à direita do Poder de Deus." (67b-69)


20. "Vós o dizes: Eu Sou!" (70b)


21. "Tu o dizes" (23, 3b)


22. "Filhas de Jerusalém, não choreis por mim, chorai, antes, por vós mesmos e por vossos filhos]! Pois eis que virão dias em que se dirá. Felizes as estéreis, as entranhas que não conceberam e os seios que não amamentaram! então começaram dizer as montanhas: Caí sobre nós! e as colinas: Cobri-nos! Por que se fazem assim com o lenho verde, o que acontecerá com o seco?"(28b-31)



23. "Pai, perdoa-lhes: não sabem o que fazem." (34b)


24. "Em verdade, em verdade eu te digo, hoje estarás comigo no Paraíso." (43)


25. "Pai, em Tuas Mãos entrego meu espírito." (46b)




PAZ