sexta-feira, 29 de outubro de 2010

PAPA BENTO XVI FALA AOS BRASILEIROS SOBRE ELEIÇÕES



Dada a importância do momento político do Brasil e em faco ao perigo que estamos correndo de ter no poder uma pessoa que desafie as leis de Deus e faça cair sobre nosso povo o domínio de satanás, o nosso pastor maior PAPA BENTO XVI faz pronunciamento contra PNDH3 e pede aos cristão católicos que NÃO votem no canditado que aprova esta lei e o que ela traz em seu contexto...vamos lá Brasil, de mãos dadas com Jesus, acreditar no impossível neste dia 31!

Leia abaixo a íntegra do discurso:
Amados Irmãos no Episcopado,
Para vós, graça e paz da parte de Deus, nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo» (2 Cor 1, 2). Desejo antes de mais nada agradecer a Deus pelo vosso zelo e dedicação a Cristo e à sua Igreja que cresce no Regional Nordeste 5. Lendo os vossos relatórios, pude dar-me conta dos problemas de caráter religioso e pastoral, além de humano e social, com que deveis medir-vos diariamente. O quadro geral tem as suas sombras, mas tem também sinais de esperança, como Dom Xavier Gilles acaba de referir na saudação que me dirigiu, dando livre curso aos sentimentos de todos vós e do vosso povo.
Como sabeis, nos sucessivos encontros com os diversos Regionais da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, tenho sublinhado diferentes âmbitos e respectivos agentes do multiforme serviço evangelizador e pastoral da Igreja na vossa grande Nação; hoje, gostaria de falar-vos de como a Igreja, na sua missão de fecundar e fermentar a sociedade humana com o Evangelho, ensina ao homem a sua dignidade de filho de Deus e a sua vocação à união com todos os homens, das quais decorrem as exigências da justiça e da paz social, conforme à sabedoria divina.
Entretanto, o dever imediato de trabalhar por uma ordem social justa é próprio dos fiéis leigos, que, como cidadãos livres e responsáveis, se empenham em contribuir para a reta configuração da vida social, no respeito da sua legítima autonomia e da ordem moral natural (cf.Deus caritas est, 29). O vosso dever como Bispos junto com o vosso clero é mediato, enquanto vos compete contribuir para a purificação da razão e o despertar das forças morais necessárias para a construção de uma sociedade justa e fraterna. Quando, porém, os direitos fundamentais da pessoa ou a salvação das almas o exigirem, os pastores têm o grave dever de emitir um juízo moral, mesmo em matérias políticas (cf. GS, 76).
Ao formular esses juízos, os pastores devem levar em conta o valor absoluto daqueles preceitos morais negativos que declaram moralmente inaceitável a escolha de uma determinada ação intrinsecamente má e incompatível com a dignidade da pessoa; tal escolha não pode ser resgatada pela bondade de qualquer fim, intenção, conseqüência ou circunstância. Portanto, seria totalmente falsa e ilusória qualquer defesa dos direitos humanos políticos, econômicos e sociais que não compreendesse a enérgica defesa do direito à vida desde a concepção até à morte natural (cf. Christifideles laici, 38).
Além disso no quadro do empenho pelos mais fracos e os mais indefesos, quem é mais inerme que um nascituro ou um doente em estado vegetativo ou terminal? Quando os projetos políticos contemplam, aberta ou veladamente, a descriminalização do aborto ou da eutanásia, o ideal democrático – que só é verdadeiramente tal quando reconhece e tutela a dignidade de toda a pessoa humana – é atraiçoado nas suas bases (cf. Evangelium vitæ, 74). Portanto, caros Irmãos no episcopado, ao defender a vida «não devemos temer a oposição e a impopularidade, recusando qualquer compromisso e ambigüidade que nos conformem com a mentalidade deste mundo» (ibidem, 82).
Além disso, para melhor ajudar os leigos a viverem o seu empenho cristão e sócio-político de um modo unitário e coerente, é «necessária — como vos disse em Aparecida — uma catequese social e uma adequada formação na doutrina social da Igreja, sendo muito útil para isso o “Compêndio da Doutrina Social da Igreja”» (Discurso inaugural da V Conferência Geral do Episcopado Latino-Americano e do Caribe, 3). Isto significa também que em determinadas ocasiões, os pastores devem mesmo lembrar a todos os cidadãos o direito, que é também um dever, de usar livremente o próprio voto para a promoção do bem comum (cf. GS, 75).
Neste ponto, política e fé se tocam. A fé tem, sem dúvida, a sua natureza específica de encontro com o Deus vivo que abre novos horizontes muito para além do âmbito próprio da razão. «Com efeito, sem a correção oferecida pela religião até a razão pode tornar-se vítima de ambigüidades, como acontece quando ela é manipulada pela ideologia, ou então aplicada de uma maneira parcial, sem ter em consideração plenamente a dignidade da pessoa humana» (Viagem Apostólica ao Reino Unido, Encontro com as autoridades civis, 17-IX-2010).
Só respeitando, promovendo e ensinando incansavelmente a natureza transcendente da pessoa humana é que uma sociedade pode ser construída. Assim, Deus deve «encontrar lugar também na esfera pública, nomeadamente nas dimensões cultural, social, econômica e particularmente política» (Caritas in veritate, 56). Por isso, amados Irmãos, uno a minha voz à vossa num vivo apelo a favor da educação religiosa, e mais concretamente do ensino confessional e plural da religião, na escola pública do Estado.
Queria ainda recordar que a presença de símbolos religiosos na vida pública é ao mesmo tempo lembrança da transcendência do homem e garantia do seu respeito. Eles têm um valor particular, no caso do Brasil, em que a religião católica é parte integral da sua história. Como não pensar neste momento na imagem de Jesus Cristo com os braços estendidos sobre a baía da Guanabara que representa a hospitalidade e o amor com que o Brasil sempre soube abrir seus braços a homens e mulheres perseguidos e necessitados provenientes de todo o mundo? Foi nessa presença de Jesus na vida brasileira, que eles se integraram harmonicamente na sociedade, contribuindo ao enriquecimento da cultura, ao crescimento econômico e ao espírito de solidariedade e liberdade.
Amados Irmãos, confio à Mãe de Deus e nossa, invocada no Brasil sob o título de Nossa Senhora Aparecida, estes anseios da Igreja Católica na Terra de Santa Cruz e de todos os homens de boa vontade em defesa dos valores da vida humana e da sua transcendência, junto com as alegrias e esperanças, as tristezas e angústias dos homens e mulheres da província eclesiástica do Maranhão. A todos coloco sob a Sua materna proteção, e a vós e ao vosso povo concedo a minha Benção Apostólica.
Fonte: http://press.catholica.va/news_services/bulletin/news/26281.php?index=26281&lang=po (Os grifos são nossos).

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Deus nos ensina sempre!

Olá queridos irmãos...
Há quatorze anos peço a Deus uma graça especial...insistentemente peço á Ele e nunca, o meu coração, deixou de esperar com confiança e amor o grande dia em que a Visita do Senhor acontecerá com a realização do milagre...
Durante estes quatorze anos, meu coração ora confia, ora se queixa, ora se desespera...mas nunca, em momento algum deixo de buscar o alimento espiritual para que minha esperança permaneça: a Confissão, a Eucaristia, a Palavra, a Oração...
Especialmente, neste final de semana, o inimigo de Deus quis me derrotar, me atacando de todas as formas, de todos os lados, para que eu, olhando para o tempo que suplico e espero a graça, desconfie que Deus esteja atento a minha vida e as minhas necessidades...sei que a graça acontecerá no momento certo, por diversas vezes Deus já me falou isto, mas neste final de semana, por pouco, não me entreguei ao murmúrio e lamentação, cheguei a chorar e brigar com Ele, chamando minha Mãe Maria desesperadamente...
Tudo começou na sexta feira, depois de uma reunião que tive com o Padre Vinicius para prepararmos o retiro que faremos com os crismandos, onde ele comentou sobre um filme "A Festa de Babete"...anotei o nome e me propus a procurá-lo na locadora para assistir...
A Festa de BabetteAo sair da reunião, ainda na Igreja, os ataques do inimigo começaram...dentro da Igreja comecei o terço da Misericórdia, eram exatamente 15:00hrs...ao sair, com o coração perturbado e cansado, encontrei o Padre Artur, um dos meus confessores prediletos e que conhece a minha história...conversamos um pouco e eu pude por para fora todo o veneno que o inimigo estava pretendendo (e com sucesso!) colocar em meu coração...Padre ouviu pacientemente e por ultimo, como seu maior conselho me perguntou: "-E a sua saúde, filha como está?" Eu respondi, "vai bem, Padre, tem razão, mesmo com toda esta situação, eu tenho motivo de sobra para louvar a Deus! Me desculpe por me desabafar com o Senhor, falando de coisas tão chatas..."
Mas, queridos irmãos, não pensem que os ataques cessaram, ao contrário, ficaram mais fortes, chego a dizer que são insuportáveis...é preciso que eu encontre uma força sobre humana para não jogar tudo para o alto e desistir da luta, desistir de esperar...
No sábado pela manhã, sai para comprar carne para almoço e passei na locadora para procurar o filme...demorou uns vinte minutos para o rapaz encontrá-lo...estava já desistindo de esperar quando ele encontrou, o filme estava fora do lugar...
Cheguei em casa e rezei um rosário, o terço da misericórdia, o Oficio de Nossa Senhora, implorando a força para resistir aos ataques do inimigo que estavam acabando com meu humor...e como gosto de preservar o meu humor, penso ser uma dos dons com que mais agrado a Deus, com minha alegria e meu bom humor, então o inimigo pega neste ponto, quer me derrubar...mas não conseguiu não...felizmente, Deus não me abandonou...
A noite fui ao aniversário de uma amiga querida e me diverti muito...foi um alívio para mim, um refrigério para minha alma...
Domingo, fui acordada pelo inimigo que pretendia me perturbar de todas as maneiras, estava mesmo decidido em me nocautear... só não contava ele, na sua imundice, que Deus cuida de mim e da minha família, não dorme jamais Aquele que me guarda...
Meu marido me chamou para ir a missa pela manhã, mas não quis, por algum motivo resolvi que iria com meninos a noite...
Durante o dia todo, uma luta, percebi que meus filhos também estavam sentindo e sofrendo...foi quando, depois de arrumar a cozinha procurando de todas as formas me controlar,  fui para meu quarto, fechei a porta e chorei implorando ajuda do céu, ajuda da minha mãe...segurei apertado uma imagenzinha de Nossa Senhora das Graças que ganhei da amiga que fez aniversário no sábado e rezei o Oficio que é uma grande arma contra satanás e seus engenhos sórdidos...acabei dormindo...
Acordei e decidi ver o filme...meia impaciente, para falar a verdade...e me surpreendi...que filme maravilhoso, que história linda, mexeu comigo demais, com o meu coração...e Deus foi falando comigo durante o tempo inteiro...basicamente, o filme, através de uma história simples, muito simples mesmo, mostra a verdadeira religião, o verdadeiro significado da Eucaristia, enfim, o verdadeiro Banquete...o que é estar a serviço de Deus e como o resultado do empenho realizado com doação e amor, traz alegria, paz, mansidão, concórdia, perdão, frutos do Espírito Santo e posso dizer, são medidores da ação salvífica de Deus no nosso meio...neste filme Babete oferece tudo o que tem e muda uma comunidade que há anos vivia uma religião superficial...tudo acontece em um Banquete que a mesma oferece em honra ao "Pastor" que durante anos foi o diretor espiritual desta comunidade e que, depois de sua morte, a comunidade persistia em se reunir para ler a Palavra, pois sentia "a Sua Presença ainda no meio deles"... Babete, assim como Jesus aos discípulos de Emaús, prepara o verdadeiro "Banquete" para as filhas do "Pastor", que renunciaram suas paixões para prosseguir na missão, e para a comunidade...o anuncio do banquete trouxe medo a comunidade, achavam que poderia ser obra do maligno, mas o significado da refeição preparada por Jesus aos seus melhores amigos, o sentido de lavar-lhes os pés, do serviço, a doação total de tudo o que tem, apostar no amor este era o unico e verdadeiro significado do banquete...o banquete começa com o convite aos amigos do "Pastor", depois a preparação da ceia, a compra dos ingredientes a escolha do cardápio, a arrumação da mesa, a acolhida dos convidados, a oração inicial...conforme degustavam a ceia, proclamavam frases do "Pastor" que marcaram sua vida, depois a vivencia do perdão real, o sermão, a oração final de ação de graças e a percepção da presença e da bondade de Deus em suas vidas...e no final de tudo depois de preparar a ceia com todo o cuidado e dedicação, Babete diz que sempre em toda a sua vida, pede a Deus a graça de em tudo o que faz, consiga extrair o seu melhor...que lindo...dar o melhor para Deus, dar o seu melhor para Deus nada mais é do que empenhar-se em dar o seu melhor para o irmão, para o seu próximo, para aquele que está do seu lado, sem esperar retribuição, fazer por amor e gratidão a Deus que deu a sua vida, tudo o que tinha, até a sua ultima gota de sangue para nos salvar...
Terminou o filme quase na hora da missa e começou uma chuva forte...ao chegar a missa, me deparei com aquela linda liturgia da Palavra que completaram tudo o que o filme disse ao meu coração, que se deliciava em gratidão ao ouvir a proclamação dos versículos, assim como estivesse degustando cada prato de um Banquete bem preparado: 1ª Leitura: "Aquele que serve a Deus de todo o seu coração é acolhido e seu apelo sobe até as nuvens " (Ecle 35, 20) ; do Salmo: "Ihaweh tem os olhos sore os justos e os ouvidos atentos ao seu clamor" (Salmo 33, 16); 2ª Leitura: "Desde já está reservada a coroa da justiça que me dará o Senhor, justo Juiz, naquele Dia; e não somente a mim, mas a todos os que tiverem esperado com amor a sua Aparição...O Senhor me libertará de toda obra maligna e me guardará para o seu Reino celeste. A ele a glória pelos séculos dos séculos!amém!" (2Tim 4, 8; 18) e por fim o prato principal, o Evangelho: "Todo aquele que se exalta será humilhado e todo aquele que se humilha será exaltado!" (Lc 18, 14)
Durante a comunhão pude dizer, de todo o meu coração:


"Jesus sou completamente apaixonada por Ti e agradeço imensamente por me alimentar assim, deixando-me completamente enebriada e saciada pelo Seu Amor!"


Obrigado Jesus!
Amém!


Assita o filme e poste o seu comentário!


PAZ!

terça-feira, 19 de outubro de 2010

ALEGRIA DO SENHOR SEJA A NOSSA FORÇA!


Querido irmão(ã), hoje quero me reportar ao meu querido amigo e um dos meus padroeiros Arcanjo Gabriel!
Com certeza já ouviu falar dele e dos seus divinos conselhos e/ou ordens....Hoje, quero louvar e bendizer a Deus pelas verdades que aprendi com este meu precioso amigo... e mesmo que já O conheça e que já tenha em seu íntimo gravada as suas mensagens, quero leva-lo a reavivá-las:



"Alegra-TE, cheia de graça, o Senhor está contigo!"
 (Lc 1,28)

Olha só a verdade que Gabriel te fala:


"Alegra-Te querido filho(A) o Senhor está contigo!"

A alegria que vem do Senhor... esta frase de Gabriel é um ordem, não um convite...A presença do Senhor em sua vida, querido irmão, é motivo para ser feliz, para estar alegre, independente da circunstância que esteja enfrentando hoje, não perca a alegria que vem do Senhor...peça ajuda a Gabriel, peça ajuda a Mãe do Céu...a alegria é uma das pérolas, um dos maiores tesouros que ganhamos do Pai, quando dizemos SIM...a alegria, o dom da alegria, o Espírito Santo!
Sorrir para mim, é sinal de Deus em sua vida...afinal, já experimentou o amargor de ser recebido por alguém de cara amarrada? Pessoas que exalam mau-humor, desamor, desgosto pela vida, pela circunstância? Se já experimentou isto, irmão, sabe bem como é importante a ALEGRIA que vem do Senhor...não aquela que o mundo dá, que coisas ou pessoas podem nos oferecer, mas aquela que DEUS nos permite experimentar e que para nós, para quem degusta, não existe nada neste mundo, comprado ou doado, que possa nos fazer sentir como Deus nos faz...
Está triste hoje...faça um esforço, mesmo que seja para você sobre humano, além das suas forças, mas SORRIA, como uma criança segura e feliz nos braços de DEUS...por isto:              
















Sorria Jesus Te Ama


"Não temas, Maria, pois encontraste graça diante de Deus."
 (Lc 1, 30b)

Entendeu a verdade revelada por Gabriel a você?



"Não temas, irmão, pois encontraste graça diante de Deus!"

Também este não é um convite de Gabriel, mas uma ordem: Não temer!
Sabe qual é o contrário do medo? É coragem, ousadia, valentia, bravura, intrepidez...sente-se assim?
Nunca conferi, mas certa vez ouvi Padre Léo dizer que a frase "Não temas" está escrita 365 vezes na Bíblia, uma para cada dia do ano...
E donde vem está CORAGEM, OUSADIA, VALENTIA, BRAVURA, INTREPIDEZ, de suas próprias forças? Não, irmão, claro que não...mas de Deus, da alegria, Ele está contigo, Ele quer estar contigo sempre, em todas as situações, por isto:

"ALEGRE-se, o Senhor está contigo, então, coragem, seja ousado na fé, seja valente guerreiro contra as investidas do mundo, seja bravo soldado de Deus! Nada de tristeza, nada de medo, vamos, levanta e anda!"

E você agora, irmão, pode me perguntar:"-Stelinha, como posso me sentir assim, se o mundo parece que está contra mim?"
E vou te responder com outra verdade que aprendi com meu amigo Gabriel:


"Porque para Deus, com efeito, nenhuma coisa é impossível!"
(Lc 1, 37a)

Entendeu agora o motivo de sua alegria e de sua coragem?
Vou esclarecer melhor a você estas verdades através de São Paulo:



"Se Deus está conosco, quem estará contra nós? Quem não poupou seu próprio Filho e o entregou por todos nós COMO NÃO HAVERÁ DE AGRACIAR EM TUDO JUNTO COM ELE? Quem acusará os eleitos de Deus? É Deus quem os justifica. Quem condenará? Cristo Jesus, aquele que morreu, ou melhor RESSUCITOU, aquele que está a direita de Deus e que intercede por nós? Quem nos separará do amor de Cristo? A tribulação e angústia, a perseguição, a fome, a nudez, os perigos, a espada? Segundo está escrito: Por sua causa somos postos à morte o dia todo, somos considerados como ovelhas destinadas ao matadouro. Mas em tudo isto somos mais que vencedores, graças áquele que nos amou. Por isto estou convencido de que nem a morte nem a vida, nem os anjos nem os principados, nem qualquer outra criatura poderá nos separa do amor de Deus manifestado em Cristo Jesus, NOSSO SENHOR!"(Rom 8, 31-39)

Por todas estas verdades, querido irmão, que tem o poder de libertar o seu coração, eu te convido hoje, mesmo que o mundo esteja GRITANDO em sua volta, abra o seu coração e segura nas mãos do Gabriel, enche-se da força do alto, respira fundo, e fale para a situação que hoje te massacra e te oprime:

"Sou mais que vencedora em virtude de Jesus, que me amou primeiro...confio n'Ele, sei que para Ele nada é impossível, vou sorrir, vou esperar, vou lutar, com coragem, com confiança, esperando, com alegria do céu, a vinda do auxilio no momento oportuno, que não faltará, pois JESUS É O SENHOR DA MINHA VIDA..."

Viu? Se você declara JESUS COMO SENHOR DA SUA VIDA, DA SUA HISTÓRIA, DO SEU HUMOR, DA SUA FORÇA...não pode deixar que a situação que enfrenta tome o lugar do SEU SENHOR E REI : JESUS CRISTO!

Seja feliz por Jesus, com Jesus, para Jesus!

PAZ!

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Conselho do Pastor!


Olá Queridos irmãos,


Neste período final das eleições, não posso deixar de colocar estas considerações feitas pelo nosso querido Papa Bento XVI, alertando a necessidade de se protestar para proteger os mandamentos e as leis de Deus sobre a sociedade, basicamente, falando sobre alguns pontos: ABORTO, EUTANÁSIA, CASAMENTO GAY, pontos que foram assinados pelo Presidente Lula no Projeto Nacional de Direito Humano 3 e que corre o sério risco de ser aprovado pela candidata Dilma Roussef do PT, caso a mesma seja eleita...retirei estes comentários de um site que eu sigo...www.recadosaarao.com.br...





"1.      O então cardeal Ratzinger em setembro de 2000 conclamava o povo cristão ao 'dever de protestar'... Diante da nova ordem mundial que temos diante de nós, é dever do cristão, antes até que de outros, denunciar. No original em italiano: 
"Hoje não mais há uma 'filosofia do amor,' mas somente uma 'filosofia do egoísmo.' É justamente aqui que as pessoas são enganadas. De fato, no momento em que elas são aconselhadas a não amar, elas são em última análise, aconselhadas a serem desumanas. Por esta razão, neste ponto do estágio do desenvolvimento da nova imagem do novo mundo, os cristãos – e não somente eles mas de qualquer forma ainda mais que os outros – têm o dever de protestar." 
2.      A “Nota doutrinal sobre algumas questões relativas à participação e comportamento dos católicos na vida política”, publicada pelo então cardeal Ratzinger em novembro de 2002, entre tantas coisas muito úteis a nós hoje, escreve: 
... há que acrescentar que a consciência cristã bem formada não permite a ninguém favorecer, com o próprio voto, a atuação de um programa político ou de uma só lei, onde os conteúdos fundamentais da fé e da moral sejam subvertidos com a apresentação de propostas alternativas ou contrárias aos mesmos. 
Da mesma forma, logo abaixo o mesmo documento afirma: 
Perante essas exigências éticas fundamentais e irrenunciáveis, os crentes têm, efetivamente, de saber que está em jogo a essência da ordem moral, que diz respeito ao bem integral da pessoa. É o caso das leis civis em matéria de aborto e de eutanásia (a não confundir com a renúncia ao excesso terapêutico, legítimo, mesmo sob o ponto de vista moral), que devem tutelar o direito primário à vida, desde o seu concebimento até ao seu termo natural. Do mesmo modo, há que afirmar o dever de respeitar e proteger os direitos do embrião humano. Analogamente, devem ser salvaguardadas a tutela e promoção da família, fundada no matrimônio monogâmico entre pessoas de sexo diferente e protegida na sua unidade e estabilidade, perante as leis modernas em matéria de divórcio: não se pode, de maneira nenhuma, pôr juridicamente no mesmo plano com a família outras formas de convivência, nem estas podem receber, como tais, um reconhecimento legal. "


Mas uma vez não posso deixar de parabenizar os padres que estão seguindo o conselho do nosso Pastor e, bem assim, orientando seus fiéis a zelarem pelo nosso país cristão e que quer e deseja manter suas leis submissas aos mandamentos de Deus...


Vamos rezar por estas eleições, é nosso dever...faltam poucos dias, mas para Deus nada é impossível e TUDO pode ser mudado pela força da oração...como diz São Pedro Julião na frase que postei para esta semana, a Eucaristia nos protege contra o demônio...vamos oferecer as nossas missas para o futuro do nosso país e para que Deus esteja sempre no seu comando, através de um futuro presidente que seja submisso as Leis Divinas...
Rezemos, meus irmãos, rezemos enquanto ainda há tempo...
PAZ!



sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Preciso ser tão pequena para poder caber nas Mãos do meu Senhor!

Deus fala comigo na natureza... Deus que se comunica conosco não perde oportunidades para manifestar o Seu Imenso Amor por nós, seus filhos...Ele fala comigo na natureza...
Contemplando a imensidão do mar, os olhos presos no infinito...tão grande...tão poderoso...meu coração se enche de amor, de alegria e de gratidão ao Deus Criador, por tão bela criação...quanto tempo esperei por este dia...quanto tempo não via o mar, não ouvia suas ondas, não sentia o seu cheiro, cheiro de vida!
A beleza do mar me encanta...o barulho suave de suas ondas batendo em meus pés convidando  a me aventurar em seu seio, sentir a delicia de mergulhar em suas águas salgadas...isto me faz feliz!
Fechar os olhos por um instante e ouvir o vai e vem das ondas...traz uma paz infinita...
E a presença do Senhor, manifestada pela paz infinita que invade o meu coração, me faz refletir sobre a imensidão do Seu Amor...sou um grão de areia na imensidão do Amor de Deus, quero n’Ele me abandonar...em volta de mim não ouço nada, apenas o vai e vem das ondas...então o Senhor me mostrou que o Seu Amor resgata os que estão a margem...eu estou a margem, Senhor, resgata-me, quero mergulhar nas profundezas do Seu Amor, quero agora, nesta dia, sentir o Seu Amor invadir o meu coração...Eu preciso de Ti, Senhor!
Por um instante abro os olhos e percebo tanta sujeira em minha volta...ontem a noite o alto mar trouxe uma tempestade...que estrago fez esta tempestade...pedaços de madeira quebrado na margem me fez pensar que um pequeno barco poderia ter sido destruído pela tempestade trazida pelo alto mar...esta sujeira toda estraga a paisagem...
Meu Senhor, quantas tempestade já enfrentei em minha vida nestes últimos anos...quantas vezes me senti quebrada, destruída, como estes pedaços de madeira na margem...sim, Meu Senhor, quantas vezes a tempestade me colocou a margem, longe das profundezas do Teu Amor,me senti  destruída, aniquilada, em pedaços...quantas noites traiçoeiras, Jesus, que fez de mim, um barquinho que estava feliz em alto mar, ser jogado a margem...
Senti uma onda mais forte e abri os olhos, percebi que o mar levou muitas das sujeiras que estavam na margem e, ao mesmo tempo, trouxe outras, num vai e vem, renovando tudo...O Senhor quer agora levar os pedaços que ainda estão a margem do meu coração...pedaços de dor que ainda existem e que “estraga” a paisagem da minha vida...o Senhor me convida a me libertar destas sujeiras, Ele quer me lavar com Seu Amor...e eu desejo isto...ouço a voz do meu Pastor e me sinto feliz, livre...abro meus braços agora e, de olhos fechados, sinto o vento batendo em mim...me sinto livre, quero Senhor esta liberdade que me traz o Seu Amor, a Sua Misericórdia, a Sua Bondade, faz-me nova, Senhor...estou feliz...sou feliz...que bom Senhor que as tempestades da minha vida me ajudaram a conhecer a imensidão do Seu Amor...e agora quero me abandonar nas Suas Águas...
-“Está namorando o mar, Mamãe?”
Despertou-me, de repente, meu filho Lucas...olhei para ele feliz, sorrindo...-“Vamos cair no mar, mãe?”
Segurei na sua mão que estendida esperava a minha resposta e de mãos dadas com meu filho, cheia da presença de Deus em minha vida,  me aventurei na imensidão do mar, pulando as ondas, aproveitando  para ser feliz, para fazer feliz,  com Jesus, por Jesus e para Jesus. Amém!
OBRIGADO, Meu Senhor e meu Deus, por me ensinar a ser feliz nos pequenos gestos e nas coisas simples da vida!
PAZ!

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Festa de Nossa Senhora do Rosário



O costume de contar pequenas orações de repetição nos dedos da mão, por meio de pedrinhas, grãos ou ossinhos, soltos ou unidos por um barbante, é muito antigo e utilizado por fiéis de muitas religiões. O Islamismo, fundado por Maomé (que nasceu em torno de 570 e morreu em 632), usa o "subha", feito de madeira, osso ou madre-pérola, e consta de três grupos de trinta e três contas para recitar noventa e nove nomes de Deus. No cristianismo, isto se verificava entre os monges nos séculos IV e V (anos 300 e 400).

Primeiramente, foi introduzido o costume de rezar determinado número de vezes o Pai Nosso. Isto se dava de modo especial nos mosteiros, sobretudo a partir do século X (depois do ano 900) onde muitos cristãos que faziam os votos de vida religiosa não tinham condições de participar das orações dos salmos (do saltério), com leituras e cânticos. Seus superiores estabeleciam para eles a recitação do Pai-Nosso determinado número de vezes.

Até o século VII (depois do ano 600), a frase do anúncio do anjo a Maria era a antífona do ofertório do quarto domingo de Advento. É antiga também a recitação da parte da "Ave Maria" que recordava a mensagem do anjo e as palavras de Isabel a Nossa Senhora quando esta a visitou. O nome Jesus no final da primeira parte e a segunda parte foram introduzidos em torno do ano 1480.

Inicialmente, a recitação da Ave Maria era feita sem a inclusão de fatos - mistérios - da vida de Cristo. Entre 1410 e 1439, o monge cartuxo Domingo de Prusia, de Colônia, Alemanha, introduziu uma espécie de saltério mariano, com 50 Ave-Marias, mas cada uma era seguida de uma referência a uma passagem do Evangelho, como uma jaculatória. Assim, os salmos eram substituídos pelas Ave-Marias e as antífonas, pelas passagens evangélicas.

A iniciativa do monge teve plena aceitação e popularização. Os ditos saltérios marianos se multiplicaram. Chegou-se a ter em torno de 300 referências ao Evangelho. O dominicano Alano de la Roche (1428-1475) empenhou-se muito na promoção do saltério mariano, que começou a se chamar "Rosário da Bem-Aventurada Virgem Maria". Outro dominicano, Alberto de Castello, em 1521, simplificou o Rosário, escolhendo 15 passagens evangélicas para meditação a cada dez Ave-Marias. São Pio V, Papa de 1566 a 1572, época final e de implementação do Concílio de Trento, em que foram organizados os livros litúrgicos utilizados até o Concílio Vaticano II, estabeleceu a atual configuração do Rosário. Ele atribuiu à oração do Rosário a vitória naval de Lepanto, em 07 de outubro de 1571, que salvou o povo cristão da Europa de um grande perigo. Por causa disto, introduziu a festa de Nossa Senhora do Rosário.

Esta designação de "rosário" pode ter origem no costume de, em alguns lugares, o povo oferecer coroas (guirlandas) de rosas à sua rainha. Os cristãos transferiram isto a Maria, a rainha do céu e da terra: oferecer-lhe uma coroa de 150 rosas - Ave-Marias. Daí o rosário, mas dividido em três partes, resultando o terço. Cada dez Ave-Marias, um fato da vida de Jesus e de Maria: cinco fatos da infância: mistérios da alegria (gozosos); cinco fatos da dor, da paixão e morte (dolorosos); cinco da vitória de Cristo e da participação de Maria nela (gloriosos). Como ficava fora a pregação de Jesus, João Paulo II, em 16 de outubro de 2002, acrescentou cinco mistérios da luz (luminosos). Assim, o rosário passa a ter 200 Ave-Marias (duzentas rosas) e cada série de cinco mistérios passa a ser um quarto. Mas, pela tradição, continuar-se-á a falar em rezar um terço ou um rosário.

Conforme outra fonte, viria de uma tradição popular, segundo a qual um monge rezava freqüentemente 50 Ave-Marias, as quais se deslocavam de seus lábios como rosas que iam pousar na cabeça da Virgem Maria.

Importância e valor do rosário

No dia 16 de outubro de 2001, ao iniciar seu vigésimo quinto ano de pontificado, João Paulo II promulgou a carta apostólica Rosarium Virginis Mariae (RVM, sobre o Rosário). Por este documento, o Papa quis fazer um relançamento desta devoção querida da piedade popular e proclamou o ano do Rosário de outubro de 2002 a outubro de 2003, desejando que fosse acolhido com generosidade e solicitude.

Algumas circunstâncias históricas levaram João Paulo II a fazer este relançamento do Rosário: a crise do mundo atual com efeitos devastadores na família e nas relações entre os povos.

O Rosário, formado no segundo milênio por inspiração do Espírito Santo, é oração de grande significado e destinado a produzir frutos de santidade. É oração cristológica, uma espécie de compêndio do Evangelho, que concentra a profundidade de toda a mensagem de Cristo. Nele ecoa a oração de Maria. Com ele, o povo cristão freqüenta a escola de Maria para introduzir-se na contemplação do rosto de Cristo e na experiência do seu amor infinito.

Mesmo que seja devoção mariana, o Rosário é oração cristológica, ou seja, tem Cristo como centro. Torna-se verdadeiro caminho espiritual, no qual Maria se torna mãe, irmã, mestra, guia para o Deus trinitário, socorrendo-nos com sua intercessão sempre eficaz.

O Rosário é oração contemplativa, bem de acordo com a figura de Maria que guardava e meditava no seu coração os mistérios de Cristo. Ele ajuda a Igreja a viver uma de suas características que é a da escuta de seu Mestre e Senhor. Pela contemplação a que ele conduz, favorece a assimilação do jeito de ser de Cristo, dos sentimentos e ensinamentos.

O Rosário nos faz aprender Cristo de Maria; por ele, recordamos Cristo com Maria, nos conformamos a Cristo com Maria, pedimos a Cristo com Maria e anunciamos Cristo com Maria. Oferece o segredo para o cristão conhecer Cristo de forma profunda e envolvente. Por outro lado, o conhecimento de Cristo leva ao conhecimento do mistério do ser humano. Percorrendo os mistérios de Jesus, o discípulo de Cristo encontra a verdade profunda da existência humana. "Contemplando o seu nascimento aprende a sacralidade da vida, olhando para a casa de Nazaré aprende a verdade originária da família segundo o desígnio de Deus, escutando o Mestre nos mistérios da vida pública recebe a luz para entrar no Reino de Deus, e seguindo-O no caminho para o Calvário aprende o sentido da dor salvífica. Contemplando, enfim, a Cristo e sua Mãe na glória, vê a meta para a qual cada um de nós é chamado, se se deixa curar e transfigurar pelo Espírito Santo. Pode-se dizer, portanto, que cada mistério do Rosário, bem meditado, ilumina o mistério do homem" (Cfr Ângelo Amato, SDB, L'Osservatore Romano, 15/02/2003, p. 04).

Por tudo o que significa, o Rosário é precioso exercício da piedade cristã e recurso a ser utilizado com zelo especial por todo o evangelizador.

Os mistérios do Rosário

Um dos significados da palavra mistério é o de realidade de salvação, sinal de graça divina. Mistérios são as palavras, os gestos e sinais de Jesus; mistério é o Evangelho no seu conjunto; mistério, especialmente, é o próprio Cristo. Ele é o grande sinal revelador do Pai. "De tal modo amou Deus o mundo que lhe enviou seu próprio Filho, a fim de que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna" (Jo 3, 16).

O Rosário se organizou tendo como referência os 150 salmos. A cada salmo, corresponde uma Ave-Maria, em série de dez. A cada dezena, intercalou-se um fato da vida de Jesus, um "mistério". Assim, três séries de cinco mistérios (três terços) cobrem as 150 Ave-Marias, divididas em 15 dezenas. Mistérios da alegria, da dor e da glória, como se disse acima.

Visando dar destaque à pregação de Cristo, à sua vida pública entre o batismo e a paixão, o Papa criou uma nova série de mistérios, os da luz ou luminosos.

Cristo é a luz do mundo (Jo 8, 12). Tudo o que ele diz e faz irradia a luz salvadora. Mas o Papa quis indicar cinco momentos especialmente luminosos de seu ministério: seu batismo no Jordão, sua auto-revelação nas bodas de Caná, seu anúncio do Reino de Deus com o convite à conversão, sua Transfiguração e, enfim, a instituição da Eucaristia, expressão sacramental do mistério pascal.

Os mistérios do Rosário sugerem compromissos muito abrangentes. Os gozosos contemplam a vida escondida do Menino Jesus e propõem aceitar e promover a vida. Os da luz ressaltam o anúncio do Reino de Cristo e exortam a viver as bem-aventuranças. Os dolorosos apresentam Cristo crucificado e exigem que nos inclinemos como cireneus sobre o ser humano que sofre. Os gloriosos contemplam Cristo ressuscitado, o que significa compromisso na renovação de todas as coisas.



Portanto, irmãos, não desperdicemos a graça de tocar o Coração Sagrado de Jesus, através da intercessão de Maria pelo Santo Rosário... 


PAZ!

terça-feira, 5 de outubro de 2010

Festa dos Arcanjos Miguel, Rafael e Gabriel!


Louvo e agradeço a Deus pelo dom da minha vida! Pelos 45 anos em que experimento o Seu Grande Amor por mim!
Que bom que não precisamos nos esforçar para conquistar Deus, não é mesmo queridos irmãos?Ele nos ama desde toda a eternidade, antes mesmo que fôssemos colocados no seio de nossa mãe!
Junto com a alegria da comemorar o dom da minha vida, uno o meu coração com a grande alegria que emana do céu pela Festa dos Arcanjos, meus amigos e padroeiros, Miguelito, Rafinha e Gabriel...(desculpe me sinto intima deles, por isto os chamo assim...)
Estou em Monte Verde...lugar lindo, onde a natureza fala em meu coração e me induz a louvar e agradecer ao Deus Criador por tanta coisa boa que fez por nós, seus filhos...a cidadezinha é construída em cima de uma montanha, tem apenas cinco mil habitantes...
Infelizmente não vai te missa hoje aqui, a cidade é pequinina e o padre só vem aos domingos...mas mesmo assim...preciso ir a Igreja me unir com Eles, com o céu e sentir o meu coração a alegria de ser amada por Deus...
A Igrejinha é uma graça, pintada a mão, o altar de madeira rustica...a capela do Santissimo fica fora da Igreja, uma outra Igrejinha bem menor, linda, linda...pequenina, com vitrais que foram doados por uma familia da cidade e no altar, onde fica o Sacrário, tem uma pintura a mão de Jesus, Pedro e João, representando o Monte Tabort...estamos no alto de uma montanha...um silêncio quase divino, só ouço os cantos dos pássaros...
Respiro fundo e me sinto plenamente feliz, completa...sinto-me como os discípulos no monte Tabort, mas é preciso continuar...o Senhor coloca em meu coração que muito ainda tenho para fazer, há muitas almas que precisam ser trazidas para Deus...mas poucos são aqueles que se comprometem de fato com o Reino...
"E você, Filha, quer trabalhar para mim?" - Pergunta o Senhor suavemente em meu coração...Sim quero...quero renovar o meu SIM Jesus, que a Sua Vontade se cumpra em mim, em minha vida, neste dia em que comemoro o dom da minha vida, seja ela, mais uma vez, consagrada ao Teu Sacratissimo Coração...
E como não decidir outra coisa se a Voz do Meu Senhor me traz tanta alegria...não tem outro caminho para mim, só Jesus é o Caminho, a Verdade e a Vida, só a Ele quero seguir, servir...FAÇA-se Senhor segundo a Sua Vontade em minha vida...então, senti fortemente a presença da nossa mãezinha que me levou a rezar o magnificat..."A minha alma engrandece ao Senhor, exulta meu espirito em Deus meu Salvador, porque olhou para humildade de sua serva, doravante as gerações ao de chamá-La de bendita, porque realizou em mim maravilhas Aquele que é Poderoso cujo nome é  Santo. O Seu Amor se estende de geração em geração sobre aqueles que o temem, manifesta o poder de seus braços, dispersa os soberbos, derruba os poderosos de seu trono e eleva os humildes, sacia de bens os famintos e despede os ricos sem nada, acolhe a STELA, sua serva, fiel ao seu amor, como havia prometido aos nossos pais, em favor de Abrahão e de seus filhos para sempre. Glória ao Pai, ao Filho e ao Espirito  Santo, assim como era no princípio, agora e sempre. Amém.
Eu, Stela Maria Hildebrand Candia Pereira de Moraes, brasileira, casada, advogada, mãe, nascida em 29/09/1965, hoje, dia 29/09/2010, onde comemoro os 45 anos de vida, na cidade de Monte Verde, em Minas Gerais, aqui nesta Igreja, diante do Sacrário, eu renovo a minha Consagração ao Sacratissimo Coração de Jesus e ao Imaculado Coração de Maria, e declaro só a Eles pertencer e servir, renunciando tudo o que não pertence aos divinos planos de Deus para minha vida. Declaro que confio plenamente em Jesus e no plano de amor que Ele, juntamente com o Pai e o Espirito Santo, traçou para minha vida...Obrigado Jesus.

PAZ!

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Festa São Francisco de Assis

Pensamentos de Santa Terezinha do Menino Jesus e da Sagrada Face




Olá Queridos, hoje estou postando pensamentos desta Santa que é uma grande amiga que tenho no céu....muitos destes pensamentos me ajudam a ser mais santa e a aprender que a santidade pode ser construida aos poucos, com pequenos gestos, "pela via pequena do amor!"...aproveitem esta riqueza!

"... Pensar em uma pessoa que se ama é rezar por ela".
"Para mim a oração é um impulso do coração, um simples olhar para o Céu, um grito de gratidão e amor no meio da provação como no meio da alegria".
"Tudo é graça."
"Amo tanto a Deus que desejo poder dar-lhe prazer sem que Ele saiba que sou eu."
"Não espero na terra qualquer retribuição: faço tudo por Deus."
"Do Evangelho fiz o meu tesouro mais precioso."
"A vontade de Deus é que eu lute até à morte."
"Lutemos sempre, mesmo sem esperança de ganhar a batalha."
"Oh! Bem-aventurado silêncio que tanta paz traz à alma!"
"Eu sempre quis ser santa."
"Deus apenas te pede que te deixes amar."
"Deus não tem necessidade das nossas obras, mas do nosso amor."
"Viver de amor é dissipar o medo e a recordação das faltas passadas."
"Oh! Que grande é o poder da oração!"
"Dir-se-ia que na oração és como uma rainha que tem livre acesso ao Rei e que dele podes alcançar tudo o que pedires!"
"Deus é tão rico que me dá abundantemente o que lhe peço."
"A minha vocação é o amor!"
"Como é doce chamar a Deus nosso Pai!"
"Eu escolhi ensinar a amar o Amor"
"Eu não posso ter medo de um Deus, que por mim se fez pequenino."
"Vim para salvar almas. E rezar pelos sacerdotes."
"Nunca me apoio nos meus próprios pensamentos."
"Deus quer que me abandone como uma criança."
"A caridade não deve ficar fechada no fundo do coração."
"Viver de amor é dar sem medida, sem reclamar salário aqui na terra."
"Deus não pode inspirar desejos irrealizáveis."
"Quero encontrar maneira de ir para o Céu por um caminhinho muito direito, muito curto."
"Eu faço como as crianças que não sabem ler: digo a Deus o que Lhe quero dizer, sem compor belas frases."
"Muitas vezes, sem o sabermos, as graças que recebemos são devidas a uma alma escondida."
"No coração da Igreja, minha mãe, eu serei o amor!"
"Uma alma abrasada em amor não pode permanecer inactiva."
"Um coração que ama trabalha com amor."
"Compreendi que o Amor encerra todas as vocações."
"O Amor é tudo."
"A caridade perfeita consiste em suportar os defeitos dos outros."
"Deus nunca me abandonou."
"Estou unida Àquele a quem amei com todas as forças."
"Meu Deus, amo-vos!"
"Não me arrependo de me haver entregue ao Amor."
"Haverá alma mais pequena e mais impotente que a minha?"
"O mérito não consiste em dar muito, mas em amar muito."
"Como é fácil agradar a Jesus, basta amá-L’o!"
"Não é para o primeiro lugar, mas para o último que eu corro."
"Sou filha de Maria."
"A Virgem Santíssima é mais Mãe que Rainha."
"A Santíssima Virgem teve menos que nós, porque não teve uma Santíssima Virgem para amar!"
"Ó Mãe bem-amada, apesar da minha pequenez, como tu possuo em mim o Onipotente."
"A Santíssima Virgem nunca estará escondida para mim, porque a amo muito."
"Ó Divina Eucaristia! Ó Mistério Sagrado! Que o Amor produziu..."
"Na noite desta vida aparecerei diante de Vós com as mãos vazias."
"Não recusemos nada a Jesus. Um dia Ele nos dirá: Agora é a minha vez!"
"É tão doce ajudar Jesus, pelos nossos sacrifícios, salvar almas."
"O meu caminho é todo confiança e amor."
"Não compreendo as almas que têm medo de um Amigo tão terno."
"Desejaria ter sido missionária desde a criação do mundo até ao fim dos séculos."
"Amar é tudo dar e dar-se a si mesmo."
"Nós, que corremos pelo caminho do Amor, não devemos pensar no que nos pode acontecer de doloroso no futuro."
"A minha missão vai começar, a missão de fazer amar a Deus como eu O amo, de dar às almas o meu pequeno caminho."
"Quero passar o meu Céu a fazer bem a terra."
"Não posso descansar enquanto houver almas para salvar."
"Deus não me daria este desejo de fazer o bem sobre a terra depois da minha morte, se não quisesse realizá-lo."
"Só no Céu veremos a verdade de todas as coisas."
"Que seria de mim se Deus não me desse força?"
"O que mais me agrada é o que Deus quer e escolhe para mim."
"Se soubesse como Deus é bom para comigo!Mas se Ele fosse um bocadinho menos bom, continuava a achá-l'O ainda bom..."
PAZ!